Você não tem permissão para copiar esta notícia entre em contato com os administradores do Google.
Início / Cidades / Pedro Cunha Lima solicita reabertura do BB em cidades do Cariri

Pedro Cunha Lima solicita reabertura do BB em cidades do Cariri

timthumb (1)

O deputado federal Pedro Cunha Lima (PSDB) se reuniu com o vice-presidente de serviços, infraestrutura e operações do Banco do Brasil, José Maia, e solicitou a reabertura de unidades bancárias no município de Boqueirão, Cabaceiras e Alagoa Nova. Uma população de 42 mil habitantes está sem o correspondente bancário desde a explosão das agências por banidos.

A agência do BB em Boqueirão, por exemplo, foi alvo de explosões por duas vezes só em 2015. A unidade ficou totalmente destruída e a superintendência resolveu não abrir mais em decorrência dos altos custos para a obra. Só este ano já são 59 ocorrências contra bancos na Paraíba.

As unidades das outras duas cidades também foram alvo dos bandidos. No caso de Cabaceiras, a superintendência do BB anunciou no início deste ano que fecharia a agência em decorrência das sucessivas explosões a caixas eletrônicos. Em Alagoa Nova a explosão ocorreu na última quarta (13).

“Sabemos do problema sério de violência que atormenta toda a Paraíba e da omissão do Governo Estadual em relação à segurança pública, mas a população não pode ser penalizada por isso. Os moradores precisam se deslocar até outros municípios para fazer as suas transações e isso além de demandar tempo, também é muito arriscado, por isso, solicitamos a reabertura das agências para os municípios”, comentou Pedro.

Sobre O Pipoco

Jornalismo sério com credibilidade. A Verdade nunca anda sozinha. Apresentaremos fatos num jornalismo investigativo e independente. Com o único compromisso de mostrar para Você, Cidadão, o que acontece nos bastidores da Política; da Administração e Outros.

Aproveite e Veja Também...

Confira volume de chuvas em algumas cidades do Cariri paraibano nas últimas 24h

Confira abaixo ,volume de chuvas registrado nas ultimas vinte e quatro horas em algumas cidades …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *