DestaquesEsportesParaíba

Monteirense Amanda Nunes reafirma desejo de se aposentar e sonho de jogar futebol

Monteirense Amanda Nunes reafirma desejo de se aposentar e sonho de jogar futebol 1Em uma fase espetacular, Amanda Nunes, campeã dos galos e dos penas, reafirmou durante uma coletiva de imprensa no UFC Fortaleza, no último fim de semana, que seu ciclo no MMA pode estar perto do fim. A “Leoa” disse que pretende encarar Holly Holm, no próximo evento da organização no Brasil, provavelmente em Curitiba, no mês de maio, e na sequência seguir as orientações da mãe, a Dona Ivete: se aposentar.

– A Holly é a única campeã com que não enfrentei, então é uma luta que faz sentido para mim, e estou esperando a ligação. Vamos ver se nesta semana que está entrando agora (recebe a ligação), ficaria muito feliz de retornar ao Brasil, de repente, uma luta aqui contra a Holly vai ser muito bom. Quem sabe também me aposentando depois dessa luta, ou algo desse tipo… Vamos ver o que vai acontecer. Acho que Holly, se vocês olharem na categoria agora, é minha última oponente. Eu já conquistei tudo que eu queria na minha carreira. Minha mãe pediu para eu me aposentar. Era para me aposentar agora depois da luta com a Cris. Ela falou que já está bom, eu já conquistei tudo realmente que era para conquistar – explicou Amanda, que deixou em aberto uma revanche com Cris Cyborg.

– Quem sabe meu futuro é uma revanche contra a Cris. Está tudo acontecendo muito rápido na minha vida, tento manter o foco, que é defender esse título do 135 (libras), não posso deixar minha categoria parada. Já fiz um sacrifício em deixar a minha categoria um pouquinho e fazer todo esse sacrifício de dieta para subir de peso e lutar com a Cris, e também o processo mental para essa luta foi muito difícil para mim. Tenho que voltar para a minha categoria e descansar um pouco – destacou a “Leoa” que nocauteou Cyborg em 51 segundos no UFC 232, em dezembro.

Ao ser indagada sobre a possibilidade de fazer uma trilogia com Valentina Shevchenko, campeã dos moscas, valendo o título da divisão até 57kg, a “Leoa” disse que toparia.

– Talvez sim, depende do contrato. Acho que tudo muda quando a gente senta e conversa. O contrato é muito importante. E eu preciso de tempo para descer, mas eu desço. Se eles quiserem que eu vá pegar aquele cinturão, eles sabem que eu pego. A Valentina é uma atleta que conheço muito bem, e ela sabe que eu pego o cinturão. Preciso de tempo para fazer isso. Preciso bater o peso na academia pela primeira vez para, no dia da luta, ser a segunda vez e meu corpo responder melhor. Mas se eu bater o peso no dia da pesagem e lutar, fica complicado. Se eu bater pela segunda vez, tomo aquele cinturão – apontou.

Sobre o próximo passo após encerrar a carreira no MMA, a baiana, de 30 anos, disse que pode, inclusive, jogar futebol: – Depois quero investir em novos talentos. Talvez ajudar as novas meninas a chegar nos objetivos mais rápido, a ter o que eu não tive, que é apoio. Quero estar perto dessas meninas e ajudar. De repente jogar futebol, entrar num time, gosto muito de futebol, quero jogar. Talvez crossfit também, tenho muitos planos. Esporte não vai faltar para mim quando eu me aposentar. Mas MMA já está no fim – encerrou.

OPIPOCO COM LANCE

Etiquetas

O Pipoco

Jornalismo sério com credibilidade. A Verdade nunca anda sozinha. Apresentaremos fatos num jornalismo investigativo e independente. Com o único compromisso de mostrar para Você, Cidadão, o que acontece nos bastidores da Política; da Administração e Outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
error: Não Permitido!
Fechar