Você não tem permissão para copiar esta notícia entre em contato com os administradores do Google.
Início / Destaques / Presidente da Câmara de Monteiro Cajó Menezes denuncia abandono no Eixo Leste da Transposição

Presidente da Câmara de Monteiro Cajó Menezes denuncia abandono no Eixo Leste da Transposição

A última vez que o canal da Transposição das Águas do Rio São Francisco recebeu água foi há mais de três meses. De lá para cá tem surgido rachaduras e até plantas nas margens e dentro do canal de concreto. A denúncia de abandono no Eixo Leste está sendo feita pelo vereador da cidade de Monteiro, no Cariri do Estado, Ricardo Menezes (Cajó). Ele conta que sem a água do Velho Chico os moradores ribeirinhos têm passado dificuldades na região.

“Não temos uma resposta concreta do Governo Federal. A população ribeirinha está prejudicada. Uma obra caríssima e começando a ter desgaste acima do normal”, afirmou Cajó. Em alguns pontos, as árvores dentro do canal têm mais de um metro de altura.

As águas da Transposição começaram a chegar na Paraíba no Eixo Leste no dia 08 de março de 2017. A obra, que foi iniciada na gestão do ex-presidente Lula (PT) e concluída com o ex-presidente Michel Temer, prometia garantir a segurança hídrica para cerca de um milhão de pessoas que seriam beneficiadas com o projeto, contemplando 35 cidades da Paraíba e de Pernambuco.

As águas da Transposição abastecem Campina Grande e mais dezoito cidades do Estado, através do Açude de Boqueirão. Na época em que foi inaugurada a obra retirou o açude, que estava com 2,9% da capacidade, de um colapso iminente. O Eixo Leste é composto por 217 km. São seis estações de bombeamento, cinco aquedutos, um túnel e 12 reservatórios.

MPF e MPE acompanham obra

Desde 2017 o Ministério Público Federal vem acompanhando, juntamente com o Ministério Público Estadual, a manutenção das obras do Eixo Leste da Transposição do Rio São Francisco – através do Inquérito Civil nº 1.24.004.000005/2017-61. “O MPF pedirá informações ao Ministério do Desenvolvimento Regional sobre as supostas rachaduras e mato no canal, caso os fatos cheguem ao conhecimento do órgão”, afirma em nota o MPF.

Outro lado

O blog procurou o Ministério do Desenvolvimento Regional, responsável pela gestão da obra da Transposição, mas até agora não obteve resposta sobre a situação do canal.

Redação Paraíba Debate com informações do Pleno Poder

Sobre O Pipoco

Jornalismo sério com credibilidade. A Verdade nunca anda sozinha. Apresentaremos fatos num jornalismo investigativo e independente. Com o único compromisso de mostrar para Você, Cidadão, o que acontece nos bastidores da Política; da Administração e Outros.

Aproveite e Veja Também...

Gabinete da deputada federal Edna Henrique gasta quase 150 mil reais com salários de assessores

Enquanto as rádios patrocinadas pelo grupo João Henrique de comunicação lançam uma campanha de ataques …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *