Você não tem permissão para copiar esta notícia entre em contato com os administradores do Google.
Início / Diversas / ‘Game of Thrones’ retorna colocando todas as cartas na mesa

‘Game of Thrones’ retorna colocando todas as cartas na mesa

A oitava temporada de Game of Thrones começou segundo a tradição da série no que diz respeito aos seus episódios inaugurais: morna e sem surpresas. Quem esperava pela adrenalina que tornou o título tão popular nos últimos oito anos teve que se contentar com diálogos expositivos, intrigas há muito esquecidas e reencontros anunciados.

O episódio que foi ao ar no domingo 14, intitulado Winterfell, teve no centro o lar da família Stark e até mostrou uma vista aérea da fortaleza pela primeira vez. Lá, o povo que proclamou Jon Snow (Kit Harington) “Rei do Norte” o recebeu de volta de sua missão de recrutar aliados, mas não gostou muito de vê-lo acompanhado por Daenerys Targaryen (Emilia Clarke), Tyrion Lannister (Peter Dinklage), um exército de Imaculados e Dothrakis e dois dragões. O clima ficou ainda pior quando ele anunciou que Daenerys era agora sua rainha, indicando que abdicara da coroa.

Grande parte da estreia se concentrou nesse mal estar causado pela aliança entre Jon e Daenerys – uma parceria romântica e não apenas estratégica, como Sansa (Sophie Turner) logo notou e como uma cena piegas envolvendo dragões e uma cachoeira fez questão de explicitar.

Mas o capítulo também foi marcado por reencontros: Arya (Maisie Williams), por exemplo, reviu Gendry (Joe Dempsie) nas fornalhas, trabalhando na confecção de armas de vidro de dragão, e fez uma encomenda. Ela também reencontrou pela primeira vez o meio-irmão (sem saber, ainda, que eles não dividem sequer o parentesco), de quem era muito próxima na primeira temporada. Foi Jon que lhe deu a espada “Agulha” e a série fez questão de lembrar isso, incluindo a informação de forma pouco natural no diálogo entre os dois.

O episódio pareceu determinado a estabelecer esse elo com o início, e a explicar tudo o que pode ter sido esquecido ao longo dos anos. Quando Daenerys conheceu Samwell Tarly (John Bradley-West), por exemplo, ela lembrou o espectador que foi Sam quem salvou Sor Jorah Mormont (Iain Glen) do Escamagris e, depois, também o recordou de que ela, certa vez, queimou vivos um pai e um filho que se opuseram ao seu reino – o pai e o irmão de Sam, no caso.

A cena poderia ter mais impacto caso o pobre aprendiz de meistre não tivesse sido encarregado, imediatamente depois de descobrir que estava órfão, de dar a “notícia do século” a Jon Snow: a de que ele não é filho de quem pensava ser e que, na verdade, é herdeiro do Trono de Ferro. Compreensivamente, Sam o fez da forma mais didática e direta possível, acabando com qualquer suspense.

VEJA

Sobre O Pipoco

Jornalismo sério com credibilidade. A Verdade nunca anda sozinha. Apresentaremos fatos num jornalismo investigativo e independente. Com o único compromisso de mostrar para Você, Cidadão, o que acontece nos bastidores da Política; da Administração e Outros.

Aproveite e Veja Também...

Dia estadual de visibilidade da cannabis terapêutica é criado na Paraíba

O dia estadual de visibilidade da cannabis terapêutica foi instituído no Estado da Paraíba, pelo …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *