Esportes

Com medo do mercado da bola, Corinthians cria escudos para segurar trio

Com medo do mercado da bola, Corinthians cria escudos para segurar trio 1

A boa campanha no Brasileiro faz com que a diretoria corintiana repense os planos financeiros para 2017, que previa arrecadar R$ 52 milhões na venda de jogadores. No momento, a ordem é criar escudos para proteger o grupo na janela de transferências para os grandes mercados europeus que se abrirá em julho.

A liderança da competição, ao lado da Chapecoense após quatro rodadas, surpreendeu até o mais otimista dos diretores. Mesmo com o título paulista, e o esquema seguro em campo que montou Fábio Carille, havia dúvida se o time, no Brasileiro disputado contra equipes com elencos notadamente mais caros e menos enxutos, teria poder de fogo para brigar.

A resposta que o grupo deu em campo foi que sim, é possível sonhar com a taça. Mas, para isso, é fundamental mexer nada, ou o mínimo possível, no elenco. Três jogadores devem ser o foco de empresários e clubes europeus na janela: o lateral-esquerdo Guilherme Arana, o volante Maycon e o meia Rodriguinho. Este último, hoje, é considerado o “motor” do time.

No planejamento para 2017, um ou até dois desses jogadores teriam que ser negociados para o clube atingir a meta estabelecida – e que ajudará a evitar um déficit ao fim do ano. A questão é que, agora, com o time bem no Brasileiro e também na disputa da Sul-Americana, vê-se a possibilidade de títulos o que pode ajudar a conseguir dinheiro de outras fontes, como novos patrocinadores e até premiações que parceiros atuais têm que desembolsar por metas alcançadas para conseguir fechar o ano azul e suprir a falta do dinheiro da venda de atletas.

Arana, 20, já esteve na mira do Sporting de Portugal e também foi procurado pelo Sevilla. Maycon, 19, foi sondado por clubes da Itália e Rodriguinho, 29, foi procurado pelo Fenerbahce em janeiro. A ordem é blindá-los os valorizando. No caso de Rodriguinho, por exemplo, o jogador até renovou seu acordo com o Corinthians, até o fim de 2019, e ganhou um substancial aumento salarial.

No ano, o Corinthians negociou o lateral-esquerdo Uendel ao Internacional, em negociação que rendeu ao clube aproximadamente R$ 3 milhões. Houve o empréstimo de outros atletas, como Marlone, para o Atlético-MG, e Guilherme, para o Atlético-PR.

O Pipoco

Jornalismo sério com credibilidade. A Verdade nunca anda sozinha. Apresentaremos fatos num jornalismo investigativo e independente. Com o único compromisso de mostrar para Você, Cidadão, o que acontece nos bastidores da Política; da Administração e Outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
error: Não Permitido!
Fechar