Você não tem permissão para copiar esta notícia entre em contato com os administradores do Google.
Início / Mundo / Trump fala com taiwanesa, o que pode gerar conflito com a China, diz jornal

Trump fala com taiwanesa, o que pode gerar conflito com a China, diz jornal

16337443O presidente eleito Donald Trump conversou por telefone com a presidente de Taiwan, Tsai Ying-wen, nesta sexta (2), o que pode azedar a relação americana com a China, segundo informou o jornal “Financial Times”.

“A ligação telefônica, confirmada por três pessoas, é tida como a primeira entre um presidente ou um presidente eleito americano e um líder de Taiwan desde que as relações diplomáticas entre os dois foram cortadas em 1979”, escreveu o jornal.

O jornal diz que não esta claro se a ideia da equipe de Trump é, de fato, sinalizar uma mudança em relação a Taiwan, mas que, de toda forma, a ligação deve deixar a China furiosa.

Chiang Ying-ying/Associated Press
Taiwan's President Tsai Ing-wen waves to Taiwanese people as she delivers an acceptance speech during her inauguration ceremony in Taipei, Taiwan, Friday, May 20, 2016. Taiwan inaugurated Tsai as its first female president on Friday, returning the pro-independence Democratic Progressive Party to power amid new concerns over increasingly fractious relations with Beijing and a flagging economy. (AP Photo/Chiang Ying-ying) ORG XMIT: XYY102
A presidente de Taiwan, Tsai Ing-wen, durante cerimônia em início de seu governo, este ano

“Os Estados Unidos adotam a política de apenas ‘uma China’ desde 1972, depois dos encontros entre [Richard] Nixon e Mao [Tse-tung], e em 1978 o presidente Jimmy Carter formalmente reconheceu Pequim como o único governo da China, com o fechamento da embaixada americana em Taipei no ano seguinte”, descreve o “Financial Times”.

A equipe de Trump não respondeu a pedidos de esclarecimento do jornal.

Jornais locais de Taiwan também publicaram a informação de que uma ligação entre a taiwanesa e Trump estava agendada para a sexta (2).

“Segundo relatos, Trump concordou com a ligação, que foi organizada por integrantes de sua campanha que têm posição amigável em relação a Taiwan”, escreveu o jornal “Taipei Times”.

Durante sua campanha, Trump lançou provocações contra a China, como quando disse que o país é campeão em tirar vantagens dos EUA no comércio. Também deixou inseguros os governos do Japão e da Coreia do Sul, ao colocar em questão a ajuda militar na região. E, ainda, disse que sairia da Parceria Transpacífico (o TPP).

A China, porém, não reagiu com a mesma animosidade até aqui.

Nesta sexta (2), antes de revelada a informação do telefonema com Taiwan, a agência estatal de notícias Xinhua deu destaque ao encontro entre o presidente Xi Jinping e Henry Kissinger, ex-secretário de Estado dos EUA —que também se encontrou com Trump após a eleição de 8 de novembro.

“O desenvolvimento histórico dos laços entre a China e os EUA desde o estabelecimento das relações diplomáticas mostrou que nossos interesses comuns superam com margem as diferenças”, disse Xi, segundo a Xinhua.

Folha

Sobre O Pipoco

Jornalismo sério com credibilidade. A Verdade nunca anda sozinha. Apresentaremos fatos num jornalismo investigativo e independente. Com o único compromisso de mostrar para Você, Cidadão, o que acontece nos bastidores da Política; da Administração e Outros.

Aproveite e Veja Também...

Governo alemão deve julgar ex-guarda nazista

A Justiça alemã marcou para outubro o julgamento de um ex-membro da SS (organização paramilitar …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *