Você não tem permissão para copiar esta notícia entre em contato com os administradores do Google.
Início / Paraíba / Homem é preso suspeito de matar, esquartejar e queimar corpo de jovem por causa dívida de R$ 400 na PB

Homem é preso suspeito de matar, esquartejar e queimar corpo de jovem por causa dívida de R$ 400 na PB

Um homem de 21 anos foi preso nesta sexta-feira (12) suspeito de matar, esquartejar e queimar o corpo de um jovem em João Pessoa. De acordo com a Polícia Militar, na delegacia ele confessou que matou a vítima por causa de uma dívida de R$ 400.

Segundo a polícia, o corpo da vítima foi encontrado carbonizado e envolvido por pneus na noite do dia 3 de abril deste ano, na comunidade do Renascer. O homem foi preso nesta sexta durante uma abordagem da polícia na rua Treze de Dezembro, no mesmo bairro onde o crime aconteceu.

Com o suspeito a polícia apreendeu 31 trouxas e um pacote de maconha, além de munições. Ele foi conduzido até a Central de Flagrantes em João Pessoa, onde permanece detido à disposição da Justiça.

Corpo encontrado no dia 3 de abril

Um corpo carbonizado foi encontrado no início da noite do dia 3 de abril deste ano, na comunidade do Renascer, em João Pessoa. O corpo estava envolvido por pneus e foi encontrado por moradores em uma região de mata.

A Polícia Militar foi acionada ao local, assim como o Corpo de Bombeiros, que fez a remoção do cadáver que estava em uma ribanceira. De acordo com a perícia criminal, apesar de estar em estado avançado de degradação, foi possível confirmar que o corpo era de um homem.

G1

Sobre O Pipoco

Jornalismo sério com credibilidade. A Verdade nunca anda sozinha. Apresentaremos fatos num jornalismo investigativo e independente. Com o único compromisso de mostrar para Você, Cidadão, o que acontece nos bastidores da Política; da Administração e Outros.

Aproveite e Veja Também...

TCU aponta riscos que comprometem transposição do Rio São Francisco

Levantamento realizado pelo Tribunal de Contas da União (TCU) identificou riscos que podem comprometer o …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *