Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Início / Esportes / Palmeiras falha, perde para Tijuana no Pacaembu e dá adeus à Libertadores

Palmeiras falha, perde para Tijuana no Pacaembu e dá adeus à Libertadores

alhas do Palmeiras no Estádio do Pacaembu na noite desta terça-feira causaram a eliminação na Copa Libertadores. Jogando diante de mais de 36 mil torcedores, o time de Gilson Kleina viu Bruno entregar um gol e a defesa vacilar em outro na derrota por 2 a 1 para o Tijuana, do México. O resultado leva o time visitante às quartas de final da competição continental.

Bruno errou feio em gol de Riasco, no primeiro tempo. No início do segundo, Henrique cortou mal uma bola jogada na área e tornou possível o gol de Arce, em chute da intermediária. Souza ainda descontou, em cobrança de pênalti, e Kleber teve um gol anulado de forma polêmica e duvidosa. Como empatou por 0 a 0 no jogo de ida, em Tijuana, a equipe paulista precisava de vitória, que não veio.

Assim, o Palmeiras passa a focar a disputa da Série B do Campeonato Brasileiro e da Copa do Brasil, competições do segundo semestre. O Tijuana vai às quartas de final enfrentar o Atlético-MG, time que eliminou o São Paulo nas oitavas. Datas e horários dos confrontos ainda não foram definidos.

O Palmeiras começou a partida de forma empolgante, impulsionado pela torcida que lotou o Pacaembu. As chances, no entanto, foram escassas, com o time desperdiçando algumas oportunidades com jogadores pegos em posição irregular. Na melhor delas, aos 24min, Ayrton cobrou falta da intermediária e acertou o travessão. Dois minutos mais tarde, o Tijuana conseguiu abrir o placar.

Martínez recebeu dentro da área, após bate-rebate, e rolou de lado para Riascos, que chutou fraco. Mesmo assim, o goleiro Bruno errou ao tentar encaixar a bola, deixando-a ir para o gol. A falha incrível abateu os palmeirenses, que não conseguiram se reerguer em campo e passaram a contar com a catimba dos mexicanos. A partida ficou mais violenta. Foram oito cartões amarelos só na etapa inicial – cinco para atletas do Tijuana.

Após um deles, aos 32min, o árbitro Juan Soto fez lambança e expulsou Ruíz, que acertou Kleber no rosto com o braço durante disputa de bola. Diante dos protestos do time visitante, o venezuelano viu que o jogador não tinha cartão amarelo e desfez a falha. O primeiro tempo terminou com cobrança de falta perigosa de Ayrton, que quase encobriu o goleiro Saucedo. A bola saiu pela linha de fundo para escanteio do Palmeiras, mas o árbitro encerrou o jogo, causando mais reclamações.

A etapa final começou com o Palmeiras ainda nervoso e sem se organizar. Aos 6min, Henrique cortou bola lançada pelo alto e, no rebote, Arce bateu de primeira da entrada da área, com força, para vencer Bruno e aumentar a vantagem dos mexicanos. Gilson Kleina então tirou Wesley, colocou Maikon Leite, e o Palmeiras melhorou. Souza quase marcou ao completar, na segunda trave, um cruzamento Ayrton aos 9min.

Aos 15min, Aguilar tentou afastar bola pelo alto dentro da área, mas acabou acertando-a com o braço. O árbitro marcou pênalti, que Souza converteu cobrando rasteiro no meio do gol. O time rescendeu e marcou de novo aos 23min, com cabeçada de Kleber – o tento acabou anulado por impedimento. O time manteve a pressão, mas sem conseguir ir às redes no Pacaembu.

Aos 36min, o Tijuana quase fez o terceiro quando Riascos foi lançado, invadiu a área, driblou bruno e bateu; Maurício Ramos, em cima da linha, tirou a bola. Três minutos depois, Aguilar fez falta em Kleber e recebeu o cartão vermelho, deixando o Tijuana com um homem a menos. No fim, a pressão não resultou em gol, e o Palmeiras deu adeus à Copa Libertadores.

Ficha técnica

PALMEIRAS 1 x 2 TIJUANA

Gols
PALMEIRAS:
Souza, aos 16min do segundo tempo
TIJUANA:
Riascos, aos 26min do primeiro tempo, e Arce, aos 6min do segundo tempo

PALMEIRAS: Bruno; Ayrton, Henrique, Maurício Ramos e Marcelo Oliveira (Juninho); Márcio Araújo, Charles (Maikon Leite), Wesley (Souza) e Tiago Real; Vinicius e Kleber
Técnico: Gilson Kleina

TIJUANA: Carlos Saucedo; Juan Carlos Núñez, Aguilar, Gandolfi (Ortíz) e Edgar Castillo; Pellerano, Fernando Arce, Corona (Madueña) e Richard Ruíz; Fidel Martínez (Tahulían) e Riascos
Técnico: Antonio Mohamed

Cartões amarelos
PALMEIRAS: Tiago Real, Charles, Kleber, Vinicius e Henrique
TIJUANA: Castillo, Aguilar, Richard Ruíz, Juan Carlos Núñez, Riascos, Fernando Arce e Fidel Martínez

Cartão vermelho
TIJUANA: Aguilar

Árbitro
Juan Soto (Venezuela)

Local
Estádio do Pacaembu, em São Paulo

Sobre O Pipoco

Jornalismo sério com credibilidade. A Verdade nunca anda sozinha. Apresentaremos fatos num jornalismo investigativo e independente. Com o único compromisso de mostrar para Você, Cidadão, o que acontece nos bastidores da Política; da Administração e Outros.

Aproveite e Veja Também...

Fim de jejuns e colombianos decisivos. Os 6 fatos da rodada do Brasileirão

A nona rodada do Campeonato Brasileiro foi aberta com seis jogos na quarta-feira (21). Teve …

Um comentário

  1. Essa noticia está muito desatualizada, viu. Heloowwww estamos em 2017. Dá f5 aí.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *