Mundo

Obama fala com líderes de Japão e Coreia do Sul sobre teste nuclear

coreia-norte_ykV8xIE-300x225 Obama fala com líderes de Japão e Coreia do Sul sobre teste nuclear

A presidente da Coreia do Sul, Park Geun-hye, e o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, conversaram por telefone por 20 minutos nesta quinta-feira (7), após um teste nuclear realizado pela Coreia do Norte no dia anterior, informou o gabinete da presidente sul-coreana.

O gabinete não elaborou sobre detalhes da conversa entre os líderes.

Obama também conversou por telefone na quarta-feira (6) com o premiê japonês, Shinzo Abe, sobre a resposta internacional ao teste nuclear, de acordo com a Casa Branca.

 Ambos líderes “concordaram em trabalhar juntos para montar uma forte resposta unificada e internacional ao comportamento inconsequente mais recente da Coreia do Norte”, informou a Casa Branca.

Um oficial das forças armadas sul-coreanas também informou nesta quinta que o país iniciou conversações com os Estados Unidos para mobilizar armamentos estratégicos norte-americanos até a península coreana.

Os EUA e especialistas em armamentos levantaram dúvidas sobre se o artefato testado pela Coreia do Norte na quarta-feira seria mesmo uma bomba de hidrogênio, ainda assim, aumentaram as pressões para que sanções adicionais sejam impostas contra o país asiático devido ao programa nuclear secreto norte-coreano.

Após o teste anterior da Coreia do Norte com um artefato nuclear, em 2013, Washington enviou dois bombardeiros B-2 capazes de transportar armas nucleares para realizar sobrevoos na Coreia do Sul, numa demonstração de força. À época, a Coreia do Norte respondeu ameaçando com um ataque nuclear contra os EUA.

A Coreia do Sul, tecnicamente um Estado em guerra contra o Norte, disse que não considera utilizar ameaças nucleares como elemento de dissuasão, apesar de pedidos feitos por líderes do partido no poder. É altamente improvável que os EUA reinstalem os mísseis nucleares táticos que retirou da Coreia do Sul em 1991, disseram especialistas.

O teste foi uma “grave violação” de um acordo firmado em agosto pelas duas Coreias para aliviar as tensões e melhorar os laços, disse Cho Tae-yong, uma autoridade de segurança nacional sul-coreana, em comunicado.

Sem radiação
O Japão informou nesta quinta que não detectou mudanças nos níveis de radiação em seu território depois do anúncio da Coreia do Norte de que testou com sucesso uma bomba de hidrogênio.

O resultado foi o mesmo após os três testes nucleares anteriores da Coreia do Norte, em 2006, 2009 e 2013.

O regime comunista anunciou que este foi o primeiro teste com uma bomba de hidrogênio, muito mais potente que a atômica, mas a informação foi recebida com ceticismo por especialistas.

O Conselho de Segurança da ONU anunciou na quarta-feira a intenção de preparar sanções adicionais contra Pyongyang.

Os testes nucleares e os lançamentos de mísseis de Pyongyang expõem o Japão a um risco de contaminação radioativa, consequência dos ventos que seguem da península coreana para o arquipélago.

coreia-norte_ykV8xIE Obama fala com líderes de Japão e Coreia do Sul sobre teste nuclearAnúncio do uso de bomba de hidrogênio feito na TV da Coreia do Norte (Foto: Kyodo/Reuters)

O Pipoco

Jornalismo sério com credibilidade. A Verdade nunca anda sozinha. Apresentaremos fatos num jornalismo investigativo e independente. Com o único compromisso de mostrar para Você, Cidadão, o que acontece nos bastidores da Política; da Administração e Outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar