Brasil

Temer tira Estado do comando de obras e dá poderes ao PMDB

Zé-Maranhão-1-1-310x245-300x237 Temer tira Estado do comando de obras e dá poderes ao PMDB

O presidente em exercício Michel Temer (PMDB) retirou dos governadores do Nordeste a execução de obras destinadas ao combate à seca para transferi-la ao Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs), órgão controlado predominantemente por peemedebistas.

Na Paraíba, as medidas tomadas por Michel Temer  favorece  o senador José Maranhão (PMDB-PB), que indicou o coordenador regional do Dnocs. Ele é adversário do governador Ricardo Coutinho (PSB), que se posicionou contra o impeachment de Dilma.

O Ministério da Integração Nacional explica que a decisão de transferir a gestão dos recursos se deu porque, na avaliação do governo, o Dnocs é o órgão que tem “anos de experiência em obras contra a seca”.

“A expertise do Dnocs está acima de qualquer questionamento. É o órgão que tem mais know-how e especialização em obras emergenciais de seca”, disse o ministro Helder Barbalho a revista  Isto É.

Também em entrevista a Isto É, o deputado federal paraibano e candidato a vice prefeito de João Pessoa (PMDB), Manoel Junior, avalia que os governos estaduais “politizam” a execução dos recursos.

 “Quando o governo manda dinheiro, eles só gastam nos municípios que eles têm interesse.” Eunício reconhece o sucateamento do Dnocs, mas diz que a mudança vai contribuir para revalorizá-lo.

 

Com Isto É

O Pipoco

Jornalismo sério com credibilidade. A Verdade nunca anda sozinha. Apresentaremos fatos num jornalismo investigativo e independente. Com o único compromisso de mostrar para Você, Cidadão, o que acontece nos bastidores da Política; da Administração e Outros.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
Fechar