CidadesDestaques

Dia “D” de vacinação contra raiva será dia 09 de outubro em Zabelê

WhatsApp-Image-2021-10-01-at-15.25.51 Dia "D" de vacinação contra raiva será dia 09 de outubro em ZabelêA secretaria de saúde de Zabelê anunciou que o dia “D” de vacinação contra a raiva em Zabelê acontecerá no dia 09 de outubro. Nesta data a vacinação de cães e gatos será desenvolvida simultaneamente. A vacinação será realizada a partir das 7h00 no centro de saúde.

Programação da vacinação na zona rural:

29/09 a 01/10

Sítio Zabelê, Macaxeira, Barra Verde, Tanques,

1 e 2, Capoeiras, Zabelezinho, Logradouro,

Sussuarana, Divisão, Papagaio e Santa Luzia

04/10 a 06/10

Sítio Riacho do Meio, Santana, Santa Clara,

Assentamento Santa Luzia, Benevides,

Barreiras, Belém, Serra do Fogo, Pedra D’ água,

São Francisco e Camaleão

Breve relato sobre raiva;
A raiva é uma doença infecciosa viral aguda, que acomete mamíferos, inclusive o homem, e caracteriza-se como uma encefalite progressiva e aguda com letalidade de aproximadamente 100%.

Como a raiva é transmitida?

A raiva é transmitida ao homem pela saliva de animais infectados, principalmente por meio da mordedura, podendo ser transmitida também pela arranhadura e/ou lambedura desses animais.

O período de incubação é variável entre as espécies, desde dias até anos, com uma média de 45 dias no ser humano, os cães e gatos, a eliminação de vírus pela saliva ocorre de 2 a 5 dias antes do aparecimento dos sinais clínicos e persiste durante toda a evolução da doença (período de transmissibilidade). A morte do animal acontece, em média, entre 5 e 7 dias após a apresentação dos sintomas.

Não se sabe ao certo qual o período de transmissibilidade do vírus em animais silvestres. Entretanto, sabe-se que os quirópteros (morcegos) podem albergar o vírus por longo período, sem sintomatologia aparente.
Quais são os sintomas da raiva?

Após o período de incubação, surgem os sinais e sintomas clínicos inespecíficos (pródromos) da raiva, que duram em média de 2 a 10 dias. Nesse período, o paciente apresenta:
⦁    mal-estar geral;
⦁    pequeno aumento de temperatura;
⦁    anorexia;
⦁    cefaléia;
⦁    náuseas;
⦁    dor de garganta;
⦁    entorpecimento;
⦁    irritabilidade;
⦁    inquietude;
⦁    sensação de angústia.

Se por ventura alguém sofra algum tipo de agressão por animais, tipo mordedura ou arranhadura, primeiramente lavar o local do ferimento com água e sabão e em seguida procurar a unidade de saúde mais próxima de sua residência para receber os devidos cuidados médicos.

Etiquetas

O Pipoco

Jornalismo sério com credibilidade. A Verdade nunca anda sozinha. Apresentaremos fatos num jornalismo investigativo e independente. Com o único compromisso de mostrar para Você, Cidadão, o que acontece nos bastidores da Política; da Administração e Outros.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
Fechar