Paraíba

Assaltantes ‘reclamam’ de crise em escola arrombada de Campina Grande

pichacao_escola_campinagrande-300x225 Assaltantes 'reclamam' de crise em escola arrombada de Campina Grande

Assaltantes deixaram um recado na parede de uma escola estadual do bairro das Malvinas, emCampina Grande, na madrugada desta terça-feira (19). Os criminosos, que quebraram armários, reclamaram da crise dizendo que não encontraram mais nada para roubar da instituição.

  “A crise bateu até nas escolas. Não tem nada pra roubar!!!”, escreveram em uma das paredes da escola. O arrombamento foi notado por professores e funcionários que chegaram no local no início da manhã. Grades e portas estavam violadas. Um toner de impressora e um espelho foram roubados.

Conforme informações de servidores, a escola já foi assaltada outras vezes. O último caso registrado foi há dois meses. A direção da escola registrou que até instrumentos da banda marcial já foram levados em assaltos, fazendo com que os alunos fiquem sem se apresentar.

A 3ª Gerência Regional de Educação disse que está reforçando a segurança nas escolas e novos vigilantes já foram contratados. A gerência divulgou na quarta-feira (13) que algumas instituições vão ter segurança armada privada por causa dos recentes casos de violência registrados.

A escola fica ao lado do Batalhão de Polícia Ambiental da cidade. Os criminosos também fizeram uma pichação questionando a presença dos policiais no prédio. Em contato com o comandante do batalhão, tenente Rodrigo Rodrigues, ele informou que há policiais 24 horas no destacamento e não houve registro desse arrombamento.

G1pb

pichacao_escola_campinagrande-1 Assaltantes 'reclamam' de crise em escola arrombada de Campina Grande

O Pipoco

Jornalismo sério com credibilidade. A Verdade nunca anda sozinha. Apresentaremos fatos num jornalismo investigativo e independente. Com o único compromisso de mostrar para Você, Cidadão, o que acontece nos bastidores da Política; da Administração e Outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo