Brasil

Auxílio Emergencial: Caixa Econômica paga benefício a 5,4 milhões nesta sexta; veja quem recebe

5474_BB8F87F2F0E2EE02-scaled Auxílio Emergencial: Caixa Econômica paga benefício a 5,4 milhões nesta sexta; veja quem recebe

A Caixa Econômica Federal (CEF) paga nesta sexta-feira (24) uma nova parcela do Auxílio Emergencial a 5,4 milhões de trabalhadores. Entre eles, estão trabalhadores do Bolsa Família, além dos que estão no Cadastro Único e os que se inscreveram no programa por meio do site ou do aplicativo.

Para o público do Bolsa Família, a quarta parcela do benefício começou a ser paga na segunda-feira (20), e segue até o dia 31 de julho. Os pagamentos para esse grupo são feitos da mesma forma que o Bolsa.

Para os demais, a ajuda de R$ 600 será creditada em conta poupança social digital da Caixa, que poderá ser usada inicialmente para pagamento de contas e compras por meio do cartão virtual. Saques e transferências começarão a ser liberados a partir de 25 de julho (veja nos calendários mais abaixo).

VEJA QUEM RECEBE NESTA SEXTA-FEIRA:

  • 1,9 milhão de beneficiários do Bolsa Família, com número NIS final 5, recebem a quarta parcela
  • 3,5 milhões de trabalhadores do Cadastro Único e inscritos via site e app, nascidos em fevereiro, recebem a próxima parcela:
  •  aprovados no primeiro lote recebem a quarta parcela;
  •  aprovados no segundo lote recebem a terceira parcela;
  •  aprovados no terceiro e quarto lotes recebem a segunda; e
  •  novos aprovados vão receber o primeiro pagamento

Os trabalhadores podem consultar a situação do benefício pelo aplicativo do auxílio emergencial ou pelo site auxilio.caixa.gov.br.

Etiquetas

O Pipoco

Jornalismo sério com credibilidade. A Verdade nunca anda sozinha. Apresentaremos fatos num jornalismo investigativo e independente. Com o único compromisso de mostrar para Você, Cidadão, o que acontece nos bastidores da Política; da Administração e Outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar