Sem categoria

Bombas da Sabesp anteciparão chegada da água do Velho Chico ao Eixo Norte da transposição

Bombas-do-sao-francisco-300x196 Bombas da Sabesp anteciparão chegada da água do Velho Chico ao Eixo Norte da transposiçãoBrasília-DF, 21/8/2017 – A cessão de quatro conjuntos de motobombas do Governo do Estado de São Paulo ao Ministério da Integração Nacional, por meio de parceria assinada nesta segunda-feira (21), na capital paulista, irá antecipar a chegada da água do Eixo Norte do Projeto de Integração do Rio São Francisco à região metropolitana de Fortaleza, evitando o colapso hídrico, informou o ministro Helder Barbalho. A medida beneficiará mais de 7,1 milhões de pessoas nos estados do Ceará, Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte. Essa é a segunda parceria do tipo firmada entre as duas esferas de governo. Em dezembro de 2016, acordo semelhante fez com que o Eixo Leste do Projeto levasse a água do ‘Velho Chico’ até Campina Grande, na Paraíba, evitando a crise no abastecimento para quase um milhão de moradores de 30 cidades do estado.

A parceria foi oficializada pelo ministro Helder Barbalho e pelo governador Geraldo Alckmin hoje, em São Paulo, durante a oficina regional do 8º Fórum Mundial da Água – encontro cujo objetivo é reunir contribuições da população, pesquisadores, entidades, estudantes e governos ao relatório brasileiro para o evento global, que ocorrerá em março do próximo ano, em Brasília. “Estamos empenhados em garantir segurança hídrica à população brasileira, às futuras gerações, como recurso e como direito. E, para isso, precisamos construir soluções consistentes e duradouras para os problemas relacionados à água”, destacou Helder Barbalho.

O ministro destacou que a primeira etapa do acordo com o governo paulista para empréstimo das bombas evitou a falta de água em Campina Grande, na Paraíba. Tanto que o fim racionamento na região foi anunciado hoje (21) pelo governador paraibano Ricardo Coutinho para a próxima sexta-feira (25) – Leia mais. “Com esse mesmo sistema de bombeamento flutuante, que também ajudou São Paulo durante a seca de 2014 e os moradores dos estados beneficiados pelo Eixo Leste do Projeto São Francisco, vamos garantir segurança hídrica aos municípios atendidos pelo Eixo Norte”, ressaltou Helder Barbalho.

Roteiro das bombas

Hoje, os equipamentos disponibilizados pela Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) ao Eixo Leste do Projeto São Francisco estão no município de Sertânia (PE). Depois de terem agilizado o enchimento das barragens naquele eixo, eles ainda serão utilizados na manutenção das estruturas, que estão em fase de pré-operação. Em seguida, as máquinas serão transportadas para o Eixo Norte e poderão ser instaladas ao longo dos 15 reservatórios do trecho, de acordo com o avanço das águas do Rio São Francisco. A previsão é de que o deslocamento das motobombas ocorra em até 90 dias. O aditivo ao Termo de Cessão de Uso Não Oneroso irá ampliar em mais 180 dias seu empréstimo.

Garantia de água

O Projeto de Integração do Rio São Francisco possui dois eixos: o Leste, inaugurado em março deste ano para atender Pernambuco e Paraíba, e o Eixo Norte, que possui 94,9% das obras finalizadas e vai beneficiar, além desses dois estados, também Ceará e Rio Grande do Norte. O Eixo Norte inclui a construção de canais, 3 estações de bombeamento, 8 aquedutos, 3 túneis, além das 15 barragens. O trecho está organizado em três etapas de construção (1N, 2N e 3N). A primeira meta do eixo – 1N – tem 140 quilômetros de comprimento e foi remobilizada em junho, após a emissão da ordem de serviço pelo ministro Helder Barbalho.

A obra

O Eixo Norte já conta com 900 profissionais contratados e, esse número deverá chegar a dois mil entre outubro e novembro – pico de atividades. Até o final do próximo mês, os turnos de trabalho também serão ampliados para 24 horas por dia para garantir o cumprimento do cronograma de entrega das águas do Rio São Francisco.  A expectativa do Governo Federal é de que o Eixo Norte seja totalmente concluído até o primeiro trimestre de 2018. Além da Meta 1N, as outras duas etapas – 2N e 3N – estão em fase final de execução.

Oficina regional do 8º Fórum Mundial da Água

A população brasileira ainda pode participar do processo regional do 8º Fórum Mundial da Água, que será realizado em Brasília (DF), de 18 a 23 de março de 2018. As cinco regiões do país estão sediando oficinas para que os diversos públicos apresentem contribuições e sugestões à minuta do Relatório Regional Brasil, que será encaminhado ao Programa Hidrológico Internacional para a América Latina e o Caribe (PHI-LAC), da UNESCO, para ser integrado ao Relatório da América do Sul.

O Relatório Regional Brasil abordará as questões relativas aos recursos hídricos no país e as contribuições a ele apontadas nessas oficinas ajudarão na obtenção de uma visão mais completa sobre o tema e na consolidação do material a ser encaminhado ao PHI-LAC. A minuta do Relatório está disponível também no site do Fórum com formulário para contribuição online até a próxima sexta-feira, 25 de agosto.

Além da oficina regional da região Sudeste, realizada hoje (21), em São Paulo, já ocorreram as do Nordeste, em Recife (PE), e do Norte, em Belém (PA). O Ministério da Integração Nacional é um dos órgãos envolvidos na organização do evento internacional.  As próximas oficinas serão em Brasília, no dia 22 de agosto, e em Porto Alegre, dia 24 de agosto. Leia mais.

O Pipoco

Jornalismo sério com credibilidade. A Verdade nunca anda sozinha. Apresentaremos fatos num jornalismo investigativo e independente. Com o único compromisso de mostrar para Você, Cidadão, o que acontece nos bastidores da Política; da Administração e Outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar