Mundo

Califórnia quer anular 85 mil condenações por maconha

maconha Califórnia quer anular 85 mil condenações por maconha

Um programa piloto lançado na Califórnia quer anular mais de 85 mil condenações relacionadas a maconha, algumas delas definidas a cerca de 60 anos. A venda e uso da erva para fins recreativos foi legalizado em 2018.

Os especialistas acreditam que o consumo e a venda de maconha está presente na mesma proporção a todas as origens étnicas e culturais. Mas um estudo feito nos EUA, divulgado em 2016, mostrou que os cidadãos americanos negros, que representam apenas 6% da população da Califórnia, correspondem a 25% dos presos exclusivamente por infrações ou delitos relacionados a cannabis.

Das cerca de 53 mil pessoas afetadas pela medida no condado de Los Angeles, 32% são negras, 45% latino-americanas e 20% brancas, segundo a promotoria.

Essas penalizações, algumas delas que datam 1961, também dificultam a busca por emprego e por moradia.

A lei californiana que legaliza o uso e venda de cannabis para fins recreativos também pressupõe que as pessoas condenadas por delitos que deixaram de existir a partir da liberação possam solicitar a um juiz para eliminar esses registros penais.

MaisPB

Etiquetas

O Pipoco

Jornalismo sério com credibilidade. A Verdade nunca anda sozinha. Apresentaremos fatos num jornalismo investigativo e independente. Com o único compromisso de mostrar para Você, Cidadão, o que acontece nos bastidores da Política; da Administração e Outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar