Policial

Clínica para dependentes químicos é interditada na PB

03-533x400 Clínica para dependentes químicos é interditada na PBUma clínica para dependentes químicos localizada em Pitimbu, no Litoral Sul da Paraíba, foi interditada na quinta-feira (26). Já a interdição foi divulgada nesta sexta-feira (27). Segundo informações da Polícia Civil, um inquérito foi instaurado há cerca de três meses para apurar denúncias de supostos crimes praticados contra os internos do local.

De acordo com o delegado Aneilton Castro, a polícia recebeu informações de que os internos eram vítimas de maus tratos e foram medicados por pessoas sem formação médica. Ele contou que parte das denúncias foi confirmada durante a operação.

“Os internos estavam recebendo medicamentos que necessitam de prescrição médica, mas não havia nenhum médico de plantão no local. Os internos relataram que eram obrigados a tomar uma espécie de ‘garapa’ que seria uma mistura de muitos medicamentos, cujo uso deveria ser controlado por um médico”, explicou o delegado.

Após a interdição da clínica, um grupo com cerca de 50 internos foi encaminhado para receber assistência das equipes de saúde da Prefeitura de Pitimbu. Já outras 20 pessoas preferiram permanecer no local.

Em depoimento à polícia, o proprietário negou todas as acusações. O delegado disse o homem tem até 48 horas para encaminhar os internos que permaneceram no local para as respectivas famílias.

Participaram da ação as Polícias Civil e Militar, Ministério Público da Paraíba, Conselho Regional de Medicina da Paraíba, das Vigilâncias Sanitárias da Paraíba e de Pitimbu e da Prefeitura Municipal de Pitimbu.

G1PB

O Pipoco

Jornalismo sério com credibilidade. A Verdade nunca anda sozinha. Apresentaremos fatos num jornalismo investigativo e independente. Com o único compromisso de mostrar para Você, Cidadão, o que acontece nos bastidores da Política; da Administração e Outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo