Esportes

Com 4 de Calleri, São Paulo goleia e se mantém na briga da Libertadores

SAO-PAULO-200x300 Com 4 de Calleri, São Paulo goleia e se mantém na briga da Libertadores

Com quatro gols do atacante Calleri, o São Paulo goleou o Trujillanos (VEN) por 6 a 0 na noite desta terça-feira (05), no estádio Morumbi, e se manteve na disputa por uma das vagas do Grupo 1 daLibertadores.

O placar foi o maior aplicado pelo São Paulo no torneio sul-americano. Antes, a maior vitória havia sido por 5 a 0 contra o Jorge Wilstermann (BOL) em 1974 e diante do Bolívar em 2013.

A primeira vitória nesta atual fase da competição levou o time são-paulino aos mesmos cinco pontos do vice-líder River Plate (ARG), mas agora na segunda colocação por ter maior saldo de gols. O time argentino, porém, ainda enfrenta o primeiro colocado da chave, o The Strongest (BOL), nesta quarta (06), em Buenos Aires.

O resultado, no entanto, ainda fez com que o São Paulo dependa somente das suas forças para se classificar à fase mata-mata do torneio. Precisará ainda de triunfos sobre River Plate (em casa) e The Strongest (na altitude de La Paz) nas duas últimas rodadas para avançar.

Além dos gols de Calleri, sendo um de pênalti, fato que voltou a acontecer após cinco erros em seis cobranças da equipe em 2016, o São Paulo balançou as redes adversárias com Kelvin e João Schmidt, ambos ainda no primeiro tempo.

Antes da partida, a torcida Independente, maior organizada são-paulina, realizou um protesto em frente ao estádio do Morumbi, com faixas e gritos de ordem contra as medidas adotadas pelo poder público estadual para punir as organizadas após uma série de brigas entre torcedores de Corinthians e Palmeiras, no domingo (03).

Agora, o time do Morumbi volta a campo pela Libertadores na quarta-feira que vem (dia 13), quando recebe o River Plate (ARG), também em seus domínios. Antes, a equipe são-paulina joga diante do São Bento, no domingo (10), fora de casa, pela última rodada da primeira fase do Campeonato Paulista.

O JOGO

O São Paulo se aproveitou da enorme fragilidade técnica do Trujillanos para fazer três gols antes dos 30 minutos e depois ficar com o domínio total do jogo.

Jogando em velocidade pelos lados do campo, com Kelvin (pela direita) e Michel Bastos (pela esquerda), além dos passes em profundidade de Ganso, o time do Morumbi envolveu facilmente a defesa adversária desde o começo do confronto.

E, já aos 12min, abriu o placar com Calleri, após cruzamento de Michel Bastos. Cinco minutos depois, Kelvin ampliou para a equipe são-paulina, que viu João Schmidt, após bela triangulação no campo de ataque, fazer 3 a 0 aos 24min.

Antes do intervalo, o São Paulo voltou a encontrar espaços na defesa venezuelana, mas ora errou no último passe ora nas finalizações e desperdiçou outras chances de aumentar o placar no primeiro tempo.

Com o time visitante entregue em campo, os donos da casa continuraram com mais posse de bola e presença ofensiva até o apito final. Calleri converteu pênalti sofrido por ele mesmo e ampliou o placar logo na volta dos vestiários.

Já aos 34min, o atacante argentino chegou a perder a penalidade antes de pegar o rebote e fazer 5 a 0. No fim, o camisa 12 são-paulino ganhou na velocidade da zaga adversária e selou a goleada na saída do goleiro.

fOLHA

O Pipoco

Jornalismo sério com credibilidade. A Verdade nunca anda sozinha. Apresentaremos fatos num jornalismo investigativo e independente. Com o único compromisso de mostrar para Você, Cidadão, o que acontece nos bastidores da Política; da Administração e Outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar