CidadesDestaques

Com prazo acabando, quarentena pode ser prolongada na PB

QUARENTENA-669x400 Com prazo acabando, quarentena pode ser prolongada na PB

Desde o início do surto da pandemia do novo coronavírus no Brasil, várias cidades da Paraíba começaram a determinar medidas restritivas para a população. Entretanto, todas com prazos de validade, mesmo sem vislumbrar nenhum tipo de melhoria no cenário caótico que parece ainda estar iniciando no país.

Pico entre abril e maio

O que pode aumentar o período de quarentena é o pico do surto do vírus no estado. De acordo com o secretário de Saúde da Paraíba, Geraldo Medeiros, as primeiras semanas do mês de abril farão parte do que ele caracterizou como o “período mais crítico de contágio”, explicando que o isolamento social é importantíssimo para a não proliferação do vírus.

“Há uma previsão para a segunda quinzena de abril e primeira quinzena de maio, o grande pico do novo coronavírus na Paraíba. Então, daí surge a importância de mantermos a quarentena e o isolamento social aqui no estado”, disse o secretário, em uma transmissão ao vivo no Instagram da SES, nessa terça (31).

Prazos acabando

Na Paraíba, vários decretos foram emitidos no tocante ao isolamento social. Atingindo desde as repartições públicas, até o comércio em geral. Entre as medidas adotadas pelo Governo do Estado, além da suspensão de eventos culturais, esportivos, e tudo que envolva aglomeração de pessoas, está prevista para até esta sexta-feira (3), a suspensão das atividades presenciais nos órgãos públicos ligados ao executivo estadual, com a possibilidade de prorrogação do prazo. Já em João Pessoa, as medidas começaram no dia 23 de março, se estendendo pelo prazo de 15 dias, ou seja, até a próxima terça-feira (7), também sendo prorrogável.

Cidades com casos confirmados

O comércio da Capital segue com restrição apenas aos serviços essenciais e àqueles liberados por decreto do governador João Azevêdo (Cidadania). Fora isso, todos os demais estabelecimentos seguem cumprindo o período de quarentena até o dia 13 de abril, com prazo prorrogável por mais 15 dias.

Já em Campina Grande, além dos serviços essenciais, que estão funcionando com algumas restrições, a data prevista para a volta do comércio, conforme decreto da Prefeitura Municipal é o dia 13 de abril. Porém, de acordo com  o presidente da Associação Comercial de Campina Grande (ACCG), Marcos Procópio, as atividades comerciais da cidade devem ser retomadas na próxima segunda-feira (6), de forma escalonada. O representante da associação ressaltou ainda que será avaliado o quadro evolutivo do vírus para o comércio seguir ou não a decisão para a nova data de retorno.

Quanto às aulas, a suspensão em toda a rede pública e privada de Campina Grande já foi prorrogada e segue agora até o dia 27 de abril.

Em Patos, no Sertão do estado, cidade que apresentou o primeiro óbito relacionado ao novo coronavírus, a prefeitura determinou que o período de quarentena ocorre até o dia 6 de abril, podendo ser prorrogado por mais 15 dias.

Em Sousa, outra cidade com caso confirmado da Covid-19, a prefeitura também decretou medidas para combate e prevenção ao coronavírus. Porém, na cidade o comércio não foi fechado totalmente. Apenas foi deliberado um horário reduzido para o funcionamento dos estabelecimentos, que deveriam abrir às 7h e fechar às 13h. Entretanto, após a confirmação de um caso do novo coronavírus na cidade, a prefeitura deve acatar as medidas no decreto do governo do estado e seguir as regras de isolamento social.

Restrições em áreas essenciais

Além de toda a rede de saúde, alguns serviços essenciais seguem funcionando em toda a Paraíba. É o caso dos supermercados e correlatos, farmácias, bancos, lotéricas, restaurantes (apenas para delivery e aqueles ao longo das rodovias), transporte público (com restrições) e as forças policiais e órgãos de fiscalização.

Transporte coletivo

Em João Pessoa, os serviços de ônibus da cidade estão suspensos, com exceção para os profissionais de saúde, que seguem com nove linhas especiais em circulação das 05h30 às 08h30 e das 17h às 20h. Já os transportes intermunicipais seguirão em funcionamento, mas com os horários reduzidos.

Em Campina Grande, os ônibus seguem em funcionamento, atendendo ao público, mas com a rota reduzida em apenas 32% do total. Além de operar em horário reduzido, com o último veículo saindo às 20h.

Outras cidades

Além das cidades com casos confirmados do novo coronavírus (João Pessoa, Campina Grande, Patos, Sousa e Igaracy), outras cidades da Paraíba também determinaram o cumprimento de medidas restritivas. É o caso de Santa Rita, Cabedelo, Conde, Bayeux, Patos e Monteiro, que também determinaram o fechamento dos estabelecimentos não essenciais, além das prefeituras e repartições públicas funcionarem em sistema de rodízio entre os funcionários.

Etiquetas

O Pipoco

Jornalismo sério com credibilidade. A Verdade nunca anda sozinha. Apresentaremos fatos num jornalismo investigativo e independente. Com o único compromisso de mostrar para Você, Cidadão, o que acontece nos bastidores da Política; da Administração e Outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar