Cidades

Empresária e advogada Monteirense cai em golpe do WhatsApp clonado

golpe_no_whatsapp Empresária e advogada Monteirense cai em golpe do WhatsApp clonadoPelos menos duas pessoas foram vítimas do golpe de clonagem do whatsaap em Monteiro no Cariri Paraibano neste sábado (27).

De acordo com informações, a empresária Elisandra Moura da (Quentinha Express) e uma advogada, foram as vítimas do golpe do golpe no WhatsApp. O golpe teve iniciou quando a empresaria recebeu uma ligação da advogada, que também é influence digital, pelo WhatsApp, dizendo que estava com problema no aplicativo do banco e pedindo para realizar uma transferência. Após conseguir realizar a primeira transferência via PIX, a empresária suspeitou e tentou ligar para amiga, mas não conseguiu, poucos minutos depois visualizou a postagem na rede social, da advogada que seu aplicativo havia sido clonado.

Em contato com nossa redação a empresária relatou que perdeu o acesso de seu whatsaap, após receber uma mensagem da rede social com os números de verificação e passar para o estelionatário.

O esquema consegue tirar do ar o celular da vítima e assim assumir a conta e enviar mensagens aos seus amigos e parentes, solicitando transferências bancárias. Foi o que aconteceu nesse caso.

Logo que percebeu que sua conta no aplicativo havia sido clonada, Elisandra se utilizou de outras redes sociais para avisar seus contatos do ocorrido.

Não conseguimos contato com advogada para saber mais detalhes sobre o caso.

OPIPOCO

Dicas e Recomendações:

A recomendação é para que as pessoas nunca façam depósito de imediato. Outra dica é ligar para a pessoa que mandou mensagem pedindo a transferência – não pelo Whatsapp, mas telefonando diretamente para o número da pessoa.

Se certifique de que é ela mesmo que está fazendo esse pedido. Se você apenas mandar uma mensagem, ela vai responder como se fosse a titular da conta, e você será induzido ao erro – afirma o delegado.

Além de não repassar os códigos de ativação do WhatsApp a terceiros, outra dica pode ser ativar a verificação em duas etapas, que cria uma camada a mais de segurança na hora de a acessar remotamente as conversas do aplicativo. Evitar conectar o aparelho em redes desconhecidas também é uma recomendação que pode ajudar na prevenção dos golpes.

Abaixo, veja dicas de como se proteger e não cair em golpes por aplicativos de mensagens:

Verificação em duas etapas

Crie uma senha numérica que tem que ser inserida toda vez que o WhatsApp ou Telegram for usado em um aparelho novo – além do código que ele já envia por SMS.

O procedimento ajuda a proteger em casos de chip clonado (com a clonagem, o criminoso consegue receber o código que o WhatsApp manda por SMS, por exemplo) e em outros ataques que visam invadir ou roubar a conta da vítima.

Para ativar no WhatsAPP, abra as opções do aplicativo (no Android são as três bolinhas no canto superior direito, no iPhone é a guia “ajustes” no canto inferior direito) e vá em “Configurações > Conta > Verificação em duas etapas > Ativar”. Aí é só seguir o procedimento que será apontado na tela.

No Telegram, vá em Configurações > Privacidade e Segurança >Verificação em duas etapas.

– Fundamental não repetir uma senha já usada em outros lugares (banco, desbloqueio do telefone etc);

– Importante não usar senha baseada em algum dado de conhecimento público (seu número de telefone, por exemplo);

– Periodicamente, o WhatsApp vai pedir essa senha para lhe dar acesso ao aplicativo, como uma espécie de lembrete, e possibilita a troca no caso de esquecimento. No Telegram, também é possível configurar uma senha de bloqueio, que será solicitada toda vez que você ficar determinado tempo sem acessar sua conta (é possível escolher entre um minuto, cinco minutos, uma hora e cinco horas);

– Caso você esqueça a senha, é possível pedir para o WhatsApp ou o Telgram mande para seu email um link que desativa essa verificação em duas etapas (o endereço de email em questão é configurado no momento em que a verificação é ativada);

Cuidado: caso você receba esse e-mail falando para desativar essa verificação sem ter pedido, não clique.

Notificações de segurança

Todo dispositivo ligado ao WhatsApp tem um código único que o identifica. Ao ligar essas notificações de segurança, você será avisado quando um contato seu começar a conversar a partir de um código novo.

Não vai ajudar proteger o usuário diretamente, mas um aviso da troca de código pode indicar que a pessoa do outro lado foi vítima de golpe (ou que simplesmente trocou/resetou o aparelho).

Para ativar, vá em “Configurações > Conta > Segurança” e ative a opção “mostrar notificações de segurança”.

Além disso, sobre o WhatsApp e o Telegram Web:

– Jamais use em um computador de terceiros, em particular se for público ou desconhecido.

– Verifique com regularidade se não há nenhuma conexão ativa que não foi feita por você ou que já não está mais sendo usada e deveria ter sido desativada. Para isso, abra as opções e vá em “WhatsApp Web”. Lá são listadas todas as sessões (se abrir a câmera imediatamente é porque não há nenhuma ativa). No Telegram, vá em Configurações > Privacidade e Segurança > Sessões ativas. Lá aparecerão as sessões ativas em computadores e celulares (diferentemente do WhatsApp, no Telegram é possível ter a mesma conta em diferentes aparelhos).

Etiquetas

O Pipoco

Jornalismo sério com credibilidade. A Verdade nunca anda sozinha. Apresentaremos fatos num jornalismo investigativo e independente. Com o único compromisso de mostrar para Você, Cidadão, o que acontece nos bastidores da Política; da Administração e Outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar