Mundo

Encontrada arma de destruição química em necropsia do corpo de Kim Jong-nam

24022017004016-300x250 Encontrada arma de destruição química em necropsia do corpo de Kim Jong-nam

O agente neurotóxico VX, uma substância altamente tóxica utilizada como arma química, foi encontrado no rosto do meio-irmão assassinado do líder norte-coreano Kim Jong-un, anunciou nesta sexta-feira (24, horário local) a polícia malásia, segundo a France Presse.

A presença do agente nervoso VX, mais letal que o gás sarin, foi detectada em amostras coletadas no rosto e nos olhos de Kim Jong-nam, atacado por duas mulheres no aeroporto de Kuala Lumpur em 13 de fevereiro.

A substância é considerada pela ONU uma arma de destruição em massa.
Kim Jong-nam, de 45 anos, foi morto no Aeroporto Internacional de Kuala Lumpur no dia 13 de fevereiro. Autoridades da Coreia do Sul e dos Estados Unidos dizem que ele foi assassinado por agentes da Coreia do Norte. Pyongyang não admitiu sua morte, segundo a Reuters.
A polícia da Malásia prendeu quatro suspeitos de participarem do crime. A suspeita é que as duas mulheres teriam envenenado Kim Jong-nam em um terminal do aeroporto, onde o norte-coreano tinha ido para pegar um voo para Macau.
De acordo com as gravações das câmeras de segurança do aeroporto, as duas mulheres aparecem em alguns momentos acompanhadas por quatro homens. Uma delas foi enganada e acreditava que estava participando de uma pegadinha para um programa cômico de TV, disse o chefe da polícia indonésia, com base em informações recebidas das autoridades da Malásia.
Ela e a outra mulher que também foi presa participaram de uma brincadeira que consistia em convencer homens de que fechassem os olhos para depois jogar água no rosto deles.
“Essa ação se repetiu três ou quatro vezes e lhes deram alguns dólares por isso. Para o último alvo, Kim Jong-nam, supostamente havia materiais perigosos no spray”, disse Karnavian.
“Ela não tinha consciência de que se tratava de uma tentativa de assassinato por parte de supostos agentes estrangeiros”, acrescentou o chefe da polícia.
Filho preterido
Kim Jong-nam, de 45 anos, chegou a ser considerado favorito para substituir a seu pai até cair em desgraça. Desde então, acredita-se que residia principalmente entre Hong Kong, Macau e Pequim, sem ocupar nenhum cargo oficial no regime norte-coreano.
O primogênito do antigo ditador perdeu definitivamente a preferência do pai quando, em 2001, foi detido em um aeroporto de Tóquio com um passaporte dominicano falso que pretendia usar para entrar no Japão e supostamente visitar o parque Disneylândia.

O Pipoco

Jornalismo sério com credibilidade. A Verdade nunca anda sozinha. Apresentaremos fatos num jornalismo investigativo e independente. Com o único compromisso de mostrar para Você, Cidadão, o que acontece nos bastidores da Política; da Administração e Outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar