Paraíba

Entenda por que diabéticos estão entre grupos de risco do coronavírus

teste_glicose-640x400-1 Entenda por que diabéticos estão entre grupos de risco do coronavírus

A Paraíba registrou, na última terça-feira (31), o primeiro caso de morte por Covid-19. Trata-se de um homem, de 36 anos, residente do município de Patos – Sertão da Paraíba, portador de diabetes, doença apontada como fator de risco para o agravamento dos casos de coronavírus. Afinal, por que diabéticos estão entre os grupos mais vulneráveis ao novo vírus

A médica endocrinologista Aline Garcia, explica que seriam dois motivos principais: excesso de glicose no sangue e tendência a inflamação. “É justamente essa situação de hiperglicemia que pode comprometer a imunidade, levando o paciente a ter uma evolução mais rápida com manifestação mais grave da infecção”, esclarece.

Ele diz que os diabéticos têm o processo inflamatório mais exacerbado e ativo, principalmente pacientes com obesidade. Essa característica sobrecarrega a resposta imunológica e faz com que essas pessoas tenham mais facilidade de contrair outras infecções, podendo evoluir mais rapidamente para um quadro de insuficiência respiratória mais grave.

Dados do Ministério da Saúde apontam que 84% das mortes por coronavírus no Brasil são de pessoas com, pelo menos, um fator de risco, como doenças preexistentes. A diabetes foi uma das doenças associadas de maior frequência, presente em 50 vítimas fatais da Covid-19. A análise foi realizada tendo como base o boletim divulgado pelo MS no último domingo (29), nesta data, o Brasil registrava 4.256 casos da Covid-19.

 A especialista recomenda que neste momento de pandemia os cuidados que todo diabético deve ter, são basicamente dois: Isolamento social e controle dos níveis de glicemia. “Já existem estudos que apontam que pacientes diabéticos bem controlados têm quase o mesmo risco de complicação que aqueles que não têm a doença. Portanto, além do isolamento social, alimentação equilibrada e boa adesão ao tratamento médico são muito importantes”, explicou.

A endocrinologista ressalta ainda que há muitas dúvidas por parte dos pacientes em relação ao risco de complicação pela Covid-19 ser maior no diabetes tipo 1(insulino-dependente) ou tipo 2.  “O que precisa ser esclarecido é que o risco maior está associado às complicações que, porventura, já possam existir nesses pacientes, independente da classificação da doença em ser tipo 1 ou tipo 2. Complicações renais e cardiovasculares são as mais associadas a piora do prognóstico”, lembra.

Fatores que explicam a vulnerabilidade dos diabéticos aos coronavírus:

  • Excesso de açúcar no sangue, que dificulta o combate a doenças;
  • O processo de inflamação é mais acentuado nos diabéticos;
  • Por causa do sistema imunológico comprometido de quem tem diabetes, alguns sintomas da infecção por coronavírus demoram a aparecer.
  • PORTAL CORREIO
Etiquetas

O Pipoco

Jornalismo sério com credibilidade. A Verdade nunca anda sozinha. Apresentaremos fatos num jornalismo investigativo e independente. Com o único compromisso de mostrar para Você, Cidadão, o que acontece nos bastidores da Política; da Administração e Outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar