DestaquesPolítica

ESCÂNDALO: Filho de João e Edna Henrique recebe salário de R$ 14.000,00 na Câmara de João Pessoa

images-11-533x400 ESCÂNDALO: Filho de João e Edna Henrique recebe salário de R$ 14.000,00 na Câmara de João Pessoa

Uma informação bombástica pautou o noticiário da Capital neste fim de semana. O filho do casal de deputados João Henrique (estadual) e Edna Henrique (federal) e Presidente do PROS na Paraíba, Michel Henrique, recebe um salário mensal de R$ 14 mil da Câmara de João Pessoa, de acordo com informações do Sagres-PB, onde foi nomeado pelo Presidente da Casa, João Corujinha, para o cargo de assessor especial da Mesa Diretora da CMJP, nível DSAL-5, o mais alto de todos. O detalhe, segundo a imprensa apurou o site FatosPB, é que o filho do casal Henrique não dá expediente na CMJP.

De acordo com o site, advogado Michel Henrique, lá na Câmara Municipal de João Pessoa, aonde ele deveria dar expediente, não passa de um funcionário fantasma, uma vez que a reportagem do FatosPB esteve na Casa Napoleão Laureano e conversou com pessoas da portaria, segurança, servidores antigos, alguns vereadores e profissionais da imprensa e perguntado se sabiam qual o local de trabalho do advogado Michel Henrique, constatou que alguns tinham conhecimento de que se tratava do filho dos deputados, mas nunca o tinham visto nas dependências da Câmara Municipal.6e5a58fb38edf0405e51882084dcad7a75077d60-700x259 ESCÂNDALO: Filho de João e Edna Henrique recebe salário de R$ 14.000,00 na Câmara de João Pessoa

O advogado, no entanto, pode até prestar serviços externos à CMJP, muito embora esteja lotado para atender a mesa diretora, ganhando quase o salário de vereador, que é de R$ 15 mil mensal, ou seja, R$ 1 mil a menos que o salário de Michel, e tendo que estar, no mínimo, três dias por semana no plenário da Casa Napoleão Laureano, participando das sessões.

De acordo com informações contidas no Sagres, desde janeiro deste ano que o filho do casal João e Edna Henrique recebe um salário de R$ 14 mil por mês, sendo que em setembro, segundo a última informação enviada pela CMJP ao TCE-PB, ele recebeu um salário menor, de R$ 13.600.

advogado Michel Silvestre Henrique, logo após assumir o comando do PROS na Paraíba, em recente entrevista aos meios de comunicação, admitiu que pode ser o pré-candidato a prefeito do município de Monteiro. Mas para isso o domicílio eleitoral dele deve ser o daquela cidade do Cariri paraibano, mesmo sendo funcionário da Capital.

MPPB INVESTIGA CASO SEMELHANTE

Em Bayeux, o Ministério Público da Paraíba investiga, por intermédio da promotoria daquela cidade, denúncia de irregularidades na folha de pagamento do gabinete da vereadora Luciene de Fofinho, onde uma servidora recebe mensalmente o valor de R$ 5.800 mensal, um dos mais altos da Câmara daquela cidade.

Com FatosPB

Etiquetas

O Pipoco

Jornalismo sério com credibilidade. A Verdade nunca anda sozinha. Apresentaremos fatos num jornalismo investigativo e independente. Com o único compromisso de mostrar para Você, Cidadão, o que acontece nos bastidores da Política; da Administração e Outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar