DestaquesParaíba

Fortalecendo o combate à corrupção, Prefeitura de Monteiro adota nova modalidade de pregão

pregao Fortalecendo o combate à corrupção, Prefeitura de Monteiro adota nova modalidade de pregão

A Prefeitura de Monteiro, por meio da Comissão Permanente de Licitação, realizou na manhã da última sexta-feira, 13, o primeiro pregão eletrônico. A modalidade traz uma série de benefícios para a gestão pública municipal, fortalecendo as ações de combate à corrupção. Essa modalidade também reduz os gastos públicos, pois amplia a concorrência permitindo que empresas de outros estados participem do processo.

O pregão aconteceu com a participação de duas empresas para o processo de compra de 1.000, óculos com lentes para atender aos alunos da rede municipal de ensino. A ação durou em torno de  40 minutos para toda a negociação que ocorreu na fase de lances e depois na negociação com o pregoeiro.

“Adotamos o pregão eletrônico em determinação da prefeita Anna Lorena, para que todas as licitações que eram realizadas presencialmente sejam agora de forma eletrônica. Isso acarretará um incremento maior de economia ao município, trazendo cada vez mais transparência nos processos e aprimorando cada vez mais a administração pública de nosso município”, comenta Araújo, pregoeiro e presidente da CPL.

A prefeita Anna Lorena destaca que a ação faz parte da postura de combate à corrupção adotada em sua gestão. “Considero muito positiva a implantação do pregão eletrônico, pois essa é a melhor forma de promover transparência em relação aos gastos públicos e de combater a corrupção. Esses foram compromissos assumidos por mim e minha equipe de governo”, afirmou.

Essa modalidade de licitação proporciona maior agilidade e economia nas compras efetuadas. Uma vez que o processo é totalmente informatizado, o número de empresas concorrentes dobra em relação ao pregão presencial, pois qualquer fornecedor pode obter informações e participar do pregão de qualquer local do país. Além de promover o aumento da competitividade e a consequente redução dos preços, o pregão eletrônico torna o processo licitatório mais célere. O procedimento presencial demora de quatro a cinco horas para ser concluído, enquanto o eletrônico apenas uma hora e meia.

Como acontece

O pregão eletrônico ocorre em uma espécie de sala de bate-papo, com a apresentação das propostas pelos concorrentes. A partir do menor preço, o pregoeiro instiga os licitantes a dispararem lances até esgotarem-se as propostas. Em seguida, verifica-se a habilitação da empresa vencedora. Ao final da sessão, as demais empresas podem manifestar a intenção de interpor recursos, com prazo determinado. Após a decisão dos recursos interpostos, a contratação é efetuada.

ASCOM

Etiquetas

O Pipoco

Jornalismo sério com credibilidade. A Verdade nunca anda sozinha. Apresentaremos fatos num jornalismo investigativo e independente. Com o único compromisso de mostrar para Você, Cidadão, o que acontece nos bastidores da Política; da Administração e Outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confira as mais Recentes

Fechar
Botão Voltar ao topo
Fechar