Esportes

Justiça atende pedido do Flamengo e reduz pensão de famílias das vítimas do incêndio no Ninho

incendio-no-ninho-do-urubu-1549618540669_v2_615x300 Justiça atende pedido do Flamengo e reduz pensão de famílias das vítimas do incêndio no NinhoAtendendo a um pedido do Flamengo, a Justiça do Rio extinguiu nesta quarta-feira, 02, a pensão que o clube era obrigado a pagar às famílias das vítimas do incêndio no Ninho do Urubu, o CT do clube, que aconteceu em fevereiro de 2019, nos casos em que ainda não houve acordo com o clube e o atleta morto seria hoje maior de idade. Às famílias daqueles que atualmente ainda não teriam completado 18 anos (e que também não fizeram acordo extrajudicial), a Justiça reduziu a pensão de R$ 10 mil para cinco salários mínimos (R$ 5.225, em valor atual). O incêndio causou a morte de dez atletas das categorias de base do clube.

A Defensoria Pública já anunciou que pretende recorrer da decisão. “O julgamento não atendeu a melhor técnica do direito, nem a doutrina e a jurisprudência sobre o tema. É certo que as famílias e os atletas lesados poderiam e deveriam ser defendidos pela Defensoria Pública e pelo Ministério Público. Além do que, ainda subsistem outros pedidos, inclusive de danos morais coletivos, pelo absurdo, pela tragédia que aconteceu no Ninho do Urubu”, afirmou Patrícia Cardoso, coordenadora do Núcleo Cível da Defensoria. Segue tramitando a ação principal do caso, que inclui o pedido de indenização por danos morais coletivos e individuais.

Com informações do Estadão Conteúdo

Etiquetas

O Pipoco

Jornalismo sério com credibilidade. A Verdade nunca anda sozinha. Apresentaremos fatos num jornalismo investigativo e independente. Com o único compromisso de mostrar para Você, Cidadão, o que acontece nos bastidores da Política; da Administração e Outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar