DestaquesEsportes

Messi entra em campo nesta terça para tentar manter a Argentina na Copa

download-1-1 Messi entra em campo nesta terça para tentar manter a Argentina na Copa

Terça-feira, 26 de junho. O 13º dia da Copa do Mundo pode ser o último do torneio para um dos maiores craques da história do futebol: Lionel Messi. Dono de cinco Bolas de Ouro, mas zerado até o momento, apesar de ser o líder do ranking de finalizações até o fim da segunda rodada (12), Messi tem a missão de liderar uma desestabilizada Argentina diante da Nigéria, às 15h (de Brasília), em São Petersburgo. Até mesmo uma vitória pode não ser suficiente para os argentinos, que estão na lanterna do Grupo D, empatados com a Islândia, que encara uma Croácia já classificada (veja abaixo as contas necessárias para cada time).

No Grupo C, um adeus já é certo: a da seleção do Peru, de Paolo Guerrero, Christian Cueva & Cia. Depois de duas derrotas, os peruanos tentam uma despedida digna diante da Austrália, que precisa vencer e torcer por derrota da Dinamarca para a França no outro jogo da chave (com arbitragem de Sandro Meira Ricci) – ambos serão às 11h de Brasília.

Para a França, o jogo contra a Dinamarca é quase um amistoso. Após duas vitórias em dois jogos, os franceses já estão classificados e, por isso, o técnico Didier Deschamps vai poupar alguns de seus principais jogadores. Ele não quis adiantar a escalação, mas a imprensa francesa especula que pelo menos seis serão poupados, como Lloris, Umtiti e Mbappé.

– Quando você consegue seis pontos nos dois primeiros jogos, sabe que está classificado. Nós queremos ser os primeiros do grupo. Mas temos que levar em conta diferentes parâmetros, temos que avaliar situações individuais. Alguns jogaram demais, outros têm cartões amarelos. Se eu puder preservar alguns jogadores antes das oitavas… depois disso, não será mais possível. Não é um único critério que prevalece. Eu posso ter que poupar alguns. E a situação é diferente para cada jogador, para cada posição – disse o treinador francês.

Para a Dinamarca, é tudo ou nada. O time de Christian Eriksen depende de um empate para não depender do resultado da Austrália contra o Peru. Se perder, a Dinamarca precisa torcer por um tropeço dos australianos. O técnico Age Hareide promete que seu time não jogará para empatar.

– Eu sei que um ponto é suficiente, mas esta não é uma boa maneira de ir para um jogo. Se você pensar assim, será passivo no jogo, e isso não é bom. A maneira como nos organizamos poderá ser diferente. Olhando para a França, não podemos dar os espaços que demos para a Austrália. Eles realmente tentaram ganhar o jogo pelo contra-ataque. A França é muito forte também, temos que jogar de maneira diferente. Não podemos jogar da mesma maneira. Temos que ser muito fortes na defesa.

Etiquetas

O Pipoco

Jornalismo sério com credibilidade. A Verdade nunca anda sozinha. Apresentaremos fatos num jornalismo investigativo e independente. Com o único compromisso de mostrar para Você, Cidadão, o que acontece nos bastidores da Política; da Administração e Outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar