Brasil

Ministro da Saúde libera vacina da gripe para toda a população a partir de segunda

vacina2-300x198-300x198 Ministro da Saúde libera vacina da gripe para toda a população a partir de segunda

O ministro da Saúde Ricardo Barros informou que a vacina contra a gripe será liberada para toda a população, e não só para grupos prioritários, a partir de segunda-feira (5). O anúncio foi feito nesta sexta-feira (2), em Maringá, no norte do Paraná.

De acordo com Barros, cada secretaria de saúde terá autonomia para definir se libera ou não a vacinação para todas as faixas etárias. No Paraná, por exemplo, a Secretaria de Estado da Saúde anunciou no fim da tarde desta sexta que mantém o público-alvo e que ainda vai avaliar se amplia a oferta da vacina.

A campanha nacional de vacinação contra a gripe segue até a próxima sexta-feira (9), e não será mais prorrogada, segundo o ministro.

Barros explicou que o inverno está muito próximo e que a população precisa tomar a vacina o quanto antes para que ela tenha efeito.

“É importante que as vacinas sejam aproveitadas. Quem deseja pode buscar as unidades de saúde até que termine o estoque”, disse.

Segundo o ministro, das 60 milhões de dose adquiridas ainda restam 10 milhões em todo o país. O objetivo da liberação da imunização para toda a população é que não ocorra desperdício das doses já adquiridas. “O que nós desejamos é que vacina não se perca por decurso do prazo”, declarou.

Campanha prorrogada
A campanha de vacinação contra a gripe, programada para acabar em 26 de maio, foi prorrogada até o dia 9 de junho pelo Ministério da Saúde.

Conforme a pasta, até esta sexta-feira (2), 41,3 milhões de pessoas do público-alvo se vacinaram contra a gripe no país. O Amapá é o único estado que atingiu a meta até este momento, com 95,6% do público-alvo vacinado.

Os estados com maior cobertura vacinal, além do Amapá, foram Paraná, com 84,9%, e Santa Catarina, com 84,8%.

As doses da vacina estão disponíveis nos postos de saúde em todo o país. A imunização protege contra os três sorotipos do vírus da gripe determinados pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para este ano: H1N1, H3N2 e Influenza B.

Grupos prioritários
Com a prorrogação, a meta é alcançar 90% das 54,2 milhões de pessoas incluídas no público-alvo.

Dos grupos que podem tomar a vacina pelo Sistema Único de Saúde (SUS), os trabalhadores de saúde, até o momento, a maior cobertura: 84,5% desse público já se vacinou. Entre idosos, o alcance foi de 83,8% e, entre os indígenas, de 83,6%.

Os grupos que menos se vacinaram foram as crianças, com 62,3% de cobertura, gestantes, com 62,4%. Este ano, a novidade da campanha foi a inclusão dos professores da rede pública e privada no público alvo. Até o momento, 76,7% deles se vacinaram.

O Pipoco

Jornalismo sério com credibilidade. A Verdade nunca anda sozinha. Apresentaremos fatos num jornalismo investigativo e independente. Com o único compromisso de mostrar para Você, Cidadão, o que acontece nos bastidores da Política; da Administração e Outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar