Destaques

“Ministros do sul, não conhecem a cultura nordestina”, diz deputado João Henrique sobre proibição da vaquejada

29779959194_b90620fc6f_k-620x412-300x199 “Ministros do sul, não conhecem a cultura nordestina”, diz deputado João Henrique sobre proibição da vaquejada

O deputado estadual João Henrique (DEM) se posicionou sobre a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de tornar inconstitucional a regulamentação da prática de vaquejada no país. O parlamentar usou a tribuna da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), nesta terça-feira (18) para criticar a determinação.

O vice-presidente da Assembleia, João Henrique, destacou que é inaceitável um colegiado de juízes da Região Sul do país, sem conhecimento algum a respeito do povo nordestino e de sua cultura decidam contra uma prática que emprega e gera renda para o a população nordestina. “O fim de um esporte que é de todos nós não é compreensível. Eles o fazem porque são do Sul do país, não têm raízes no Nordeste, não conhecem a nossa cultura, não conhecem o nosso povo e não conhecem a origem da vaquejada”, afirmou João Henrique. Ressaltando ainda ser contra qualquer tipo de agressão aos animais.

O deputado disse que não se pode acabar com uma prática que emprega mais de 700 mil pessoas em um momento econômico tão preocupante em todo o país. “Não compactuo com qualquer ação que cause danos aos animais, mas não regulamentar uma atividade de extrema importância cultural e econômica para o país é um retrocesso”, afirmou.

Proibição

Por 6 votos a 5, os ministros consideraram que a atividade fere princípios constitucionais de preservação do meio ambiente. Já o governo do Ceará, primeiro estado que tentou regulamentar a atividade, garante que a vaquejada faz parte da cultura regional e que se trata de uma atividade econômica importante e movimenta cerca de R$ 14 milhões por ano.

O PIPOCO

O Pipoco

Jornalismo sério com credibilidade. A Verdade nunca anda sozinha. Apresentaremos fatos num jornalismo investigativo e independente. Com o único compromisso de mostrar para Você, Cidadão, o que acontece nos bastidores da Política; da Administração e Outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar