CidadesDestaques

Morrem dois bebês com suspeita de microcefalia no Cariri da PB

304959-300x157 Morrem dois bebês com suspeita de microcefalia no Cariri da PBNa região do Cariri Paraibano dois casos suspeitos de microcefalia evoluíram para o óbito. Os casos aconteceram nas cidades deParari e Juazeirinho. A Secretaria de Estado da Saúde (SES) notificou 790 casos suspeitos de microcefalia, distribuídos em 124 municípios, de acordo com a 7ª semana epidemiológica de 2016, concluída nesta terça-feira (23). Dos casos suspeitos, foram confirmados 59 casos (7,47%).

O maior número de casos notificados foi registrado por João Pessoa, com 313 casos, o que representa 39,62% do total de notificações do Estado, seguido de Patos (37), Sapé (22), Bayeux (24) e Conde (19). Os 59 casos confirmados de microcefalia estão distribuídos em 27 municípios do Estado, sendo os mais atingidos, até o momento: João Pessoa (16), Cabedelo (4), Cacimba de Dentro (4), Campina Grande (3), Conde (3) e Santa Rita (3).

Ainda de acordo com orientações do Ministério da Saúde, considera-se que todos os casos confirmados estão relacionados à infecção congênita pelo vírus zika. Todos os casos são avaliados individualmente e submetidos a um conjunto de exames de diagnóstico laboratorial e por imagem. Uma proporção muito pequena desses casos, após seguimento e análises específicas, é confirmada para outras causas, mas são tão poucas crianças que isso não altera a avaliação da tendência (aumento ou redução) do número de casos (magnitude).

Dos casos notificados na Paraíba, 18 evoluíram para óbito nos municípios de João Pessoa (4), Santa Rita (2), Sapé (2), Piancó (1), Conde (1), São Miguel de Taipu (1), São Bento (1), São João do Rio do Peixe (1), Campina Grande (1), , Nova Olinda (1). As informações são do portal de Olho no Cariri

PB

O Pipoco

Jornalismo sério com credibilidade. A Verdade nunca anda sozinha. Apresentaremos fatos num jornalismo investigativo e independente. Com o único compromisso de mostrar para Você, Cidadão, o que acontece nos bastidores da Política; da Administração e Outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo