Esportes

Nordestão: Campinense só não arrecada mais que Ceará e Sport

CC-1-310x245-300x237 Nordestão: Campinense só não arrecada mais que Ceará e Sport

Desde que retornou ao calendário do futebol brasileiro em 2013, com um novo formato e turbinada financeiramente pelo Esporte Interativo, a Copa do Nordeste é sinônimo de sucesso no primeiro semestre, a ponto de clubes de outras regiões demonstrarem interesse em disputar a competição.

Em 2016, a premiação total cresceu em 33% em relação à temporada anterior, R$ 14.820.000 x R$ 11.140.000. Comparada a primeira edição depois da volta são quase R$ 10 milhões a mais.

Presente em mais uma final, a segunda em quatro anos, o Campinense só está atrás de Ceará e Sport Recife em arrecadação acumulada desde 2013.

O Campinense já tem garantido R$ 500 mil pelo vice-campeonato, o que resultaria num acumulado de R$ 1,885 milhão em 2016.

Somado as premiações de 2013, quando se sagrou campeão e 2015, quando parou nas quartas de final, a Raposa já celebra R$ 3,6 milhões em cotas da Liga do Nordeste e CBF. Pode chegar a R$ 4,1 milhões se alcançar a sua segunda conquista do Nordestão.

Campeão em 2015, além de um vice-campeonato em 2014 e semifinalista em 2013, o Ceará é quem mais arrecadou com a nova Copa do Nordeste, com R$ 4,509 milhões. O Sport embolsou R$ 4,475 milhões, com o título em 2014 e duas semifinais (2015 e 2016).

Não custa lembrar que, ao contrário de Sport e Ceará, o Campinense não esteve presente em 2014, o que consequentemente influencia no montante abaixo dos pernambucanos e cearenses.

Abaixo o arrecadado dos clubes que chegaram pelo menos a uma semifinal desde 2013:

Ceará
2016 – R$ 935 mil (quartas de final)
2015 – R$ 2,74 milhões (campeão)
2014 – R$ 1,24 milhão (vice-campeão)
2013 – R$ 300 mil (semifinalista)

Total: R$ 4,509 milhões

Sport
2016 – R$ 1,385 milhão (semifinalista)
2015 – R$ 890 mil (semifinalista)
2014 – R$ 1,9 milhão (campeão) 
2013 – R$ 300 mil (quartas de final)

Total: R$ 4,475 milhões

Campinense
2016 – R$ 1,885 milhão* (finalista)
2015 – R$ 615 mil (quartas de final) 
2013 – R$ 1,1 milhão (campeão)

Total: R$ 3,6 milhões

Bahia
2016 – R$ 1,385 milhão (semifinalista)
2015 – R$ 1,24 milhão (vice-campeão)
2014 – R$ 350 mil (1ª fase)
2013 – R$ 300 mil (1ª fase)

Total: 3,059 milhões

Santa Cruz
2016 – R$ 1,885 mil* (finalista)
2014 – R$ 850 mil  (semifinalista)
2013 – R$ 300 mil (quartas de final)

Total: R$ 3,035 milhões  

América de Natal
2016 – R$ 505 mil (1ª fase)
2015 –  R$ 615 mil (quartas de final)
2014 –  R$ 850 mil (semifinalista)
2013 – R$ 300 mil (1ª fase)

Total: R$ 2,270 milhões

Vitória
2015 – 890 mil (semifinalista)
2014 – R$ 600 mil (quartas de final)

2013 – R$ 300 mil (quartas de final)

Total: R$ 1,790 milhão

Asa
2013 – R$ 300 mil (vice-campeão)

Outros paraibanos na Copa do Nordeste: 

Botafogo-PB
2016 – R$ 505 mil (1ª fase)
2015 – R$ 365 mil (1ª fase)
2014 – 350 mil (1ª fase)

Total: R$ 1,220 milhão

Treze
2014 – R$ 350 mil (1ª fase)

Sousa
2013 – R$ 300 mil (1ª fase)

Maurílio Júnior – MaisPB

O Pipoco

Jornalismo sério com credibilidade. A Verdade nunca anda sozinha. Apresentaremos fatos num jornalismo investigativo e independente. Com o único compromisso de mostrar para Você, Cidadão, o que acontece nos bastidores da Política; da Administração e Outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar