DestaquesPolicial

Paraíba tem segunda menor redução do país no número de mortes violentas em 2018

reducao-de-mortes-violentas-183x380 Paraíba tem segunda menor redução do país no número de mortes violentas em 2018

A Paraíba foi segundo estado do país que menos reduziu o número de mortes por crimes violentos letais intencionais (CVLI) em 2018, com relação a 2017. Entre 2018 e 2017, a redução, de acordo com o Monitor da Violência, foi de 3,5%.

Os dados do índice nacional de homicídios, ferramenta criada pelo G1 que permite o acompanhamento dos dados de vítimas de crimes violentos mês a mês no país, mostra que, entre janeiro e dezembro de 2018 a Paraíba contabilizou 1.210 homicídios, latrocínios (roubo seguido de morte) e lesão corporal seguida de morte. Esses três tipos de crimes constituem os Crimes Letais Violentos Intencionais (CVLI).

Já em 2017, o número de mortes violentas foi contabilizado em 1.254, ou seja, 44 mortes a mais do que em 2018. As informações são obtidas pelo G1 por meio da Lei de Acesso à Informação pela Secretaria de Segurança e da Defesa Social (Seds).

A redução deixa a Paraíba a frente apenas do Pará, que apresentou uma redução de 2%. Os três estados com melhores índices na redução de crimes violentos, no limite de um ano, foram Pernambuco (23,2%), Alagoa (22,5%) e Santa Catarina (22,1%).

O Brasil teve uma redução de 13% no número de mortes violentas em 2018. O levantamento foi feito com base nos dados oficiais dos 26 estados e do Distrito Federal. Foram registrados 51.589 assassinatos no ano passado, ante 59.128 em 2017

Apenas três estados apresentaram aumento no número de assassinato. O que lidera o ranking é Roraima, com um aumento de 54%, seguido de Tocantins, com 43,7% e Amapá, com 9,7%.

G1

Etiquetas

O Pipoco

Jornalismo sério com credibilidade. A Verdade nunca anda sozinha. Apresentaremos fatos num jornalismo investigativo e independente. Com o único compromisso de mostrar para Você, Cidadão, o que acontece nos bastidores da Política; da Administração e Outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar