Paraíba

Pesquisadores do Japão vêm a Paraíba estudar sobre microcefalia

c06224bdac2d5e72b93a-300x200 Pesquisadores do Japão vêm a Paraíba estudar sobre microcefalia

Pesquisadores do National Institute of Infectious Diseases e técnicos do Ministério da Saúde do Japão chegaram na Paraíba nesta quinta-feira (10) para conhecer o trabalho ali realizado no atendimento às crianças com microcefalia no Estado. Na ocasião, eles visitaram a Fundação Centro Integrado de Apoio ao Portador de Deficiência (Funad).

Os japoneses tiveram contato com os métodos de reabilitação de crianças com microcefalia. Antes, eles também estiveram na Maternidade Cândida Vargas e ainda vão avaliar como ajudar o Brasil no combate ao Aedes aegypti. Entre os pesquisadores estrangeiros estão especialistas em insetos e vírus.

“Eles estão vindo representando o Ministério da Saúde do Japão para uma possível parceria entre o Japão e o Governo da Paraíba para novos estudos da área de microcefalia. Hoje à tarde, iremos a Recife para uma reunião no Consulado do Japão”, disse a secretária de Saúde do Estado, Roberta Abath.

“Não sei ainda se a pesquisa que eles vão direcionar aqui na Paraíba será diretamente ligada a essa área assistencial ou se será na área que esse grupo atua, que é do comportamento do mosquito. Qualquer ajuda que venha, seja na pesquisa, seja na parte de assistência, de governos e parcerias em termos de cooperações, ela é necessária e bem vinda”, acrescentou.

De acordo com o último boletim epidemiológico divulgado pelo Ministério da Saúde, a Paraíba tem 71 casos confirmados de microcefalia ou outras alterações do sistema nervoso, sugestivas de infecção congênita. Estão sendo investigados 447 casos suspeitos e 308 já foram descartados

Jornal da Paraiba

O Pipoco

Jornalismo sério com credibilidade. A Verdade nunca anda sozinha. Apresentaremos fatos num jornalismo investigativo e independente. Com o único compromisso de mostrar para Você, Cidadão, o que acontece nos bastidores da Política; da Administração e Outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar