DestaquesParaíba

PMDB não ver possibilidade de aliança com PSB na Paraiba

201607221219340000009700-300x219 PMDB não ver possibilidade de aliança com PSB na ParaibaO deputado federal Manoel Júnior (PMDB), revelou em entrevista coletiva à imprensa, na manhã desta sexta-feira (22), o que já se sabia e foi antecipado pelo Portal WSCOM: ele não é mais pré-candidato a prefeito de João Pessoa e passa a apoiar à reeleição do prefeito Luciano Cartaxo (PSD), com quem já esteve algumas vezes e acertou a adesão.

Na ocasião, Manoel Júnior deixou em suspense se comporá com Cartaxo a vaga de vice. No entanto, disse que o PMDB oferecerá nomes à disputa. Ele também justificou a opção pela desistência de concorrer como pré-candidato do PMDB à Prefeitura de João Pessoa.

“Eu sou um cara forjado na luta. Desde que comecei minha vida na política, em 1996, saía de casa em casa pedindo voto na saliva e no solado do sapato. Mas eu tenho a responsabilidade com a condução do PMDB municipal na cidade de João Pessoa e com o futuro de muitas pessoas que confiaram em mim. Então por isso nós estaremos declinando da nossa postulação em favor de uma aliança que possa dar ao PMDB, à nossa chapa proporcional e ao partido a possibilidade de construir pontes e abrir caminhos e para isso acontecer não depende só do PMDB. Nós temos um programa de governo que precisa ser visto”, frisou o deputado.

Na oportunidade, Manoel Júnior afirmou que a decisão de apoiar o PSD em João Pessoa, foi unânime dentro da Executiva Municipal do PMDB. “A decisão foi por unanimidade. Nós colocamos as teses, as possibilidades e a Executiva que é o órgão deliberativo assim o fez. Quem vai homologar é o Diretório Municipal na convenção. Ele que vai referendar formalmente, legalizar a aliança”, destacou.

Segundo Manoel Júnior, não há como o PMDB se aliar com o PSB do governador Ricardo Coutinho (PSB), hoje um dos principais adversários do presidente interino da República, Michel Temer, portanto, um oponente do PMDB. “O PMDB não tem condições nenhuma de apoiar a candidata do PSB, Cida Ramos”, disse.

Ainda sobre a relação do PMDB com o PSB, o deputado afirmou que o partido vem sendo desprezado pelo governador do Estado. “O que temos visto nos últimos tempos é uma verdadeira humilhação, um desplante em desfavor do PMDB. O governador Ricardo Coutinho tem um traço de produzir vítimas, ele é um fazedor de vítimas. Eu cito aqui Luciano Agra que foi quem o fez, que era a mente intelectual das suas ações, pra não dizer que recentemente também fez a vítima Estelizabel. Mas, eu não quero individualizar e personificar essa discussão. O que eu posso dizer é que tudo que eu fiz de janeiro pra cá [José] Maranhão e Michel Temer tiveram conhecimento.
Todos os meus passos, conversas e formulações foram com a concordância e conhecimento deles, porque sempre passei a informá-los sobre o que estava acontecendo aqui em João Pessoa”, destacou.

Sobre o fator de estar ‘sozinho’ na coletiva, sem as presenças do senador José Maranhão e dos demais membros da cúpula do PMDB, Manoel Júnior disse que eles não foram convidados. “Mas eu estive há pouco com Maranhão, mais precisamente recebemos juntos, eu e ele, uma ligação de Michel Temer tratando dessa questão. Se o deputado Manoel Júnior tivesse as mínimas condições nós estaríamos efetivamente nas ruas, em campanha”, concluiu.

Por Ângelo Medeiros com Fabrícia Oliveira

O Pipoco

Jornalismo sério com credibilidade. A Verdade nunca anda sozinha. Apresentaremos fatos num jornalismo investigativo e independente. Com o único compromisso de mostrar para Você, Cidadão, o que acontece nos bastidores da Política; da Administração e Outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar