Cidades

Polícia investiga grupo de WhatsApp que alertava sobre blitz 

blitz6541062104l-693x390 Polícia investiga grupo de WhatsApp que alertava sobre blitz 

Segundo a PM, a operação visava coibir crimes na cidade, e o grupo intitulado “Arcoverde Alerta” tinha o foco em avisar sobre possíveis blitz que estejam acontecendo em Arcoverde e região, e na tarde desta quinta-feira (23), o grupo passou a divulgar a operação, que viola o Art. 265 do Código Penal: Atentar contra serviço de utilidade pública.

A polícia dispõe de cópias dos contatos do grupo, e também cópias das conversas sobre os alertas das blitz. A pena prevista para esse tipo de crime é de reclusão de um a cinco anos e multa.

Além de cometer um crime você também pode estar alertando criminosos.

midiaemacao

Etiquetas

O Pipoco

Jornalismo sério com credibilidade. A Verdade nunca anda sozinha. Apresentaremos fatos num jornalismo investigativo e independente. Com o único compromisso de mostrar para Você, Cidadão, o que acontece nos bastidores da Política; da Administração e Outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar