DestaquesParaíba

Policial morto por tiro acidental é enterrado, na PB

veorio-pm-2-520x390 Policial morto por tiro acidental é enterrado, na PBO policial militar morto após ser baleado na cabeça por um disparo acidental, durante uma ocorrência em Campina Grande, foi enterrado no início da tarde desta terça-feira (10). O corpo do cabo Emerson Thiago Soares de Lima, de 34 anos, foi levado para o cemitério Campo Santo em uma viatura do Corpo de Bombeiros, durante um cortejo realizado por outros policiais, colegas de trabalho, amigos e familiares.

Em depoimento à TV Paraíba na manhã desta terça, a tia do cabo Emerson Thiago, Glória Nascimento, disse que o sobrinho atuava como PM há 10 anos. O policial, que trabalhava no destacamento da cidade de Juazeirinho, no Agreste, havia sido transferido para trabalhar em Campina Grande este ano.

“Ele sempre sonhou com essa profissão, desde pequeno. A gente vivia pedindo pra Deus cuidar dele, mas infelizmente essa é a realidade que a gente vive no nosso estado e no país”, afirmou a tia do PM.

7911687 Policial morto por tiro acidental é enterrado, na PB

Policial Militar morre durante abordagem em Campina Grande

2Q== Policial morto por tiro acidental é enterrado, na PBhomenagem-pm-velorio Policial morto por tiro acidental é enterrado, na PB

Durante o cortejo do corpo do PM, houve uma cerimônia de homenagem da Polícia Militar ao cabo Emerson Thiago — Foto: Artur Lira/TV Paraíba

Arma que matou PM disparou sozinha, diz delegada

O tiro que matou o policial militar partiu de uma submetralhadora que estava nas costas de um outro PM, conforme a delegada de Homicídios Nercília Dantas, que acompanha o caso. De acordo com a delegada, as primeiras investigações revelaram que a arma teria disparado sozinha enquanto os policiais tentavam conter um homem suspeito de desordem no bairro Monte Santo.

Na manhã desta terça-feira (10), a delegada contou ao G1 que a arma que disparou e matou o cabo Emerson Thiago era uma submetralhadora .40, que estava com munição engatilhada no momento da ação dos policiais, na manhã da segunda-feira (9).

Corpo do PM foi enterrado no início da tarde desta terça-feira (10), em Campina Grande — Foto: Artur Lira/TV Paraíba

PM foi morto quando ajudava colegas

Ainda de acordo com a delegada, o cabo Emerson Thiago não estava na primeira guarnição da PM que foi acionada ao bairro Monte Santo. “Tanto o policial que morreu, quanto o que estava com a arma que disparou, estavam em um segunda guarnição que chegou ao local para ajudar os outros PMs a conter um homem que estava causando medo aos moradores”, salientou.

velorio-pm-3 Policial morto por tiro acidental é enterrado, na PB

Corpo de PM foi levado para enterro em viatura do Corpo de Bombeiros, em Campina Grande — Foto: Artur Lira/TV Paraíba

Ainda segundo a delegada, no momento em que o cabo Emerson Thiago foi atingido com um tiro na cabeça, ele estava deitado no chão ajudando os outros PMs a conterem o homem que estava causando desordem, enquanto isso o outro policial estava em pé com a arma nas costas, que acabou disparando.

Um vídeo feito por moradores do bairro Monte Santo registrou o momento em que o policial militar pediu por socorro após atirar acidentalmente no colega. O vídeo teria sido gravado após o cabo Emerson Thiago ser atingido com um tiro na cabeça. As imagens mostram o PM baleado, já caído no chão, enquanto o policial que teria disparado acidentalmente continua em cima do suspeito de desordem no bairro. O PM grita por socorro, enquanto os outros policiais que estavam na ocorrência aparecem ao lado, um deles ao telefone.

policialmorto2 Policial morto por tiro acidental é enterrado, na PB

Vídeo registrado por moradores foi gravado depois que o cabo da Polícia Militar Emerson Thiago Soares de Lima foi atingido com um tiro na cabeça por outro PM — Foto: TV Paraíba/Reprodução

Caso pode ser tratado como acidente

Nercília Dantas informou que o inquérito será encaminhado ao Ministério Público da Paraíba (MPPB). “O inquérito pode ser concluído como homicídio culposo, se for constatado que houve negligência, imprudência ou imperícia. Mas, se não for constatado nada disso, o caso pode ser tratado como acidente sem culpa”, pontuou a delegada.

A delegada disse ainda que a submetralhadora que teria disparado sozinha contra o cabo Emerson Thiago foi encaminhada à perícia, que vai analisar se arma apresenta algum defeito.

G1PB

Etiquetas

O Pipoco

Jornalismo sério com credibilidade. A Verdade nunca anda sozinha. Apresentaremos fatos num jornalismo investigativo e independente. Com o único compromisso de mostrar para Você, Cidadão, o que acontece nos bastidores da Política; da Administração e Outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar