CidadesDestaques

Procon de Sumé orienta consumidores para as compras de Natal

proconsume-300x218-1-300x218 Procon de Sumé orienta consumidores para as compras de Natal

O mês de dezembro é um período de grandes vendas para o comércio e de muitas tentações para os consumidores. Muitas lojas e sites virtuais para atrair a atenção de quem pretende comprar estão com as vitrines repletas de sugestões e promoções.

Os Órgãos de Proteção e Defesa do Consumidor buscam deixar os consumidores bem atentos nestas épocas sazionais e o Procon de Sumé está dando algumas orientações para que as pessoas não caiam em armadilhas ou que possam se arrepender depois.

“Para quem compra pela internet, a primeira regra é se informar se o site é confiável para que as pessoas não caiam num golpe. Nesta época do ano, aparecem muitas ofertas tentadoras bem abaixo do preço de mercado, quando na verdade, o site é uma fraude e o produto não existe”, orienta o coordenador do Procon de Sumé, Cristóvão Júnior.

Outra orientação dada pelo Procon é sempre comprar com antecedência. Nesse período os sites recebem grande volume de pedidos e pode acontecer da compra não chegar no prazo estimado e a pessoa ficar sem entregar o presente na data ou o produto não ter mais no estoque.

As compras realizadas pela internet tem um prazo de sete dias para cancelamento, além disso, caso prossiga com a compra, depois que o produto chega, o consumidor tem um prazo de sete dias para arrependimento, mesmo se o produto não tiver nenhum defeito, o consumidor pode desistir da compra e ter o dinheiro ressarcido, incluindo o valor do frete pago.

Cristóvão Júnior lembra ainda às pessoas que gostam de presentear com roupas, que as lojas não são obrigadas a trocar produtos sem defeito apenas porque a peça não serviu para a pessoa. Ele diz que, nesses casos, no ato da compra, é importante informar ao gerente da loja que se trata de um presente e perguntar se o produto não servir, pode ser trocado.

“Havendo esse acordo no ato da compra não há problema em trocar o produto, mas caso o consumidor não avise com antecedência, o estabelecimento pode não aceitar a troca”, informou Cristóvão.

Cristóvão orienta os consumidores que caírem em golpes de compras pela internet, que procurem o Procon o quanto antes para que o problema possa ser solucionado.

 

 

Com Ascom

O Pipoco

Jornalismo sério com credibilidade. A Verdade nunca anda sozinha. Apresentaremos fatos num jornalismo investigativo e independente. Com o único compromisso de mostrar para Você, Cidadão, o que acontece nos bastidores da Política; da Administração e Outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar