DestaquesParaíba

RADIOGRAFIA DA SECA: Dos 25 açudes do Cariri, 13 estão secos e apenas 2 tem bom volume de água

acude_sume_hmais-300x180-300x180 RADIOGRAFIA DA SECA: Dos 25 açudes do Cariri, 13 estão secos e apenas 2 tem bom volume de água

EXCLUSIVO: Um cenário desolador. Números que deixam a população e autoridades em alerta e preocupados com o futuro. Tudo é consequência de uma seca prolongada que atinge todo o Nordeste brasileiro e que deixa algumas regiões, como a do Cariri, em situação deplorável.

Na região, segundo levantamento feito junto a AESA, 13 dos 25 reservatórios monitorados estão completamente secos. Dos 12 que restaram, 7 estão em situação crítica, isto é, com menos de 5% da capacidade. Outros 3 estão em situação de observação e apenas 2 com bom volume de água.

Estes números mostram o drama vivido pela população de cerca de 30 municípios que é assistida por açudes com bem pouca capacidade de água e que na sua maioria já precisa comprar o líquido ou receber através de carro pipa para sua sobrevivência.

O açude de Sumé (foto acima), por exemplo, abastece hoje a maior parte do Cariri através da adutora do Congo. O manancial está no momento com apenas 2,2% de sua capacidade e a Cagepa estima que ele só dispõe de água até no máximo fevereiro de 2017.

O açude de Mucutu, localizado em Juazeirinho, salva há pouco mais de 1 ano a população de Taperoá do completo desabastecimento. Hoje, o reservatório tem apenas 1,1% de armazenamento e muito em breve não oferecerá sequer a água barrenta que no momento disponibiliza à população.

Em Monteiro, maior cidade da região, o açude Poções, com maior capacidade de armazenamento, possui apenas 5,7% de água e uma pequena barragem (São José), que sangrou apenas com as chuvas caídas no início do ano, possui pouco mais de 70% de água acumulada.

O açude de Camalaú é dos grandes reservatórios do Cariri o único que possui maior volume de água, isto mesmo apenas 8,9% de capacidade.

O açude Epitácio Pessoa, o “Boqueirão”, agoniza com apenas 5% de armazenamento e tendo que abastecer 18 municípios do Compartimento da Borborema.

Segundo técnicos da Cagepa ouvidos pela reportagem do portal De Olho no Cariri, a esperança para o fim do colapso é que chova ou a chegada rápida das águas do Rio São Francisco.

Veja o volume dos açudes do Cariri, segundo dados da AESA:

Município Açude Capacidade Máxima (m3) Volume Atual (m3) % Volume Total Data
Barra de São Miguel Bichinho 4.574.375 2.494 0,0 07/12/2016
Boqueirão Epitácio Pessoa 411.686.287 21.007.335 5,1 13/12/2016
Camalaú Camalaú 48.107.240 4.266.831 8,9 20/10/2016
Caraúbas Campos 6.594.392 0 0,0 07/12/2016
Congo Cordeiro 69.965.945 32.048 0,0 07/12/2016
Gurjão Gurjão 3.683.875 0 0,0 10/11/2016
Juazeirinho Mucutu 25.370.000 277.437 1,1 06/12/2016
Livramento Livramento (Russos) 2.432.420 69.134 2,8 07/12/2016
Monteiro Pocinhos 6.789.305 16.820 0,2 07/12/2016
Monteiro Poções 29.861.562 1.701.295 5,7 24/11/2016
Monteiro Serrote 5.709.000 46.940 0,8 09/12/2016
Monteiro São José II 1.311.540 988.822 75,4 19/11/2016
Ouro Velho Ouro Velho 1.675.800 0 0,0 07/12/2016
Prata Prata II 1.308.433 440 0,0 07/12/2016
Prata São Paulo 8.455.500 33.000 0,4 09/12/2016
Serra Branca Serra Branca I 2.117.062 625 0,0 09/12/2016
Serra Branca Serra Branca II 14.042.568 220.856 1,6 09/12/2016
Soledade Soledade 27.058.000 105.150 0,4 05/12/2016
Sumé Sumé 44.864.100 995.730 2,2 13/12/2016
São Domingos do Cariri São Domingos 7.760.200 1.595.795 20,6 13/12/2016
São José dos Cordeiros São José III 956.000 20.670 2,2 02/12/2016
São João do Cariri Namorado 2.118.980 72.124 3,4 21/10/2016
São Sebastião do Umbuzeiro Santo Antônio 24.424.130 161.705 0,7 10/12/2016
Taperoá Lagoa do Meio 6.647.875 1.581 0,0 07/12/2016
Taperoá Taperoá II (Manoel Marcionilo) 15.148.900 5.470 0,0 10/12/2016


DE OLHO NO CARIRI

O Pipoco

Jornalismo sério com credibilidade. A Verdade nunca anda sozinha. Apresentaremos fatos num jornalismo investigativo e independente. Com o único compromisso de mostrar para Você, Cidadão, o que acontece nos bastidores da Política; da Administração e Outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar