Política

Ricardo Coutinho condena pressão para abortar pesquisa na Paraíba

ricardo-300x165 Ricardo Coutinho condena pressão para abortar pesquisa na ParaíbaO jornalista paraibano Marcos Wéric revelou, em seu blog, que a pesquisa de intenção de voto sobre para o Governo da Paraíba, que seria veiculada nessa segunda-feira (23) pela Record TV, foi abortada pelo sistema Correio, pois tinha números favoráveis ao pré-candidato do PSB, João Azevêdo. Quem usou suas redes sociais para criticar tal atitude, segundo ele dos seus adversários foi o governador Ricardo Coutinho (PSB).

441ecaff-e641-4ac4-b8c5-438545128d5b Ricardo Coutinho condena pressão para abortar pesquisa na Paraíba

Segundo Wéric, “enviados” do prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PV) e irmão do pré-candidato ao governo, Lucélio Cartaxo (PV), ameaçaram retirar verbas publicitárias do grupo de comunicação caso a pesquisa fosse veiculada.

A primeira pesquisa registrada para governador na Paraíba acabou não sendo divulgada. E os bastidores tem de tudo que se possa imaginar, De questionamentos dos números, ameaça e boicote da TV Correio ao Instituto contratado pela Rede Record para realização da pesquisa.

Vamos aos fatos:

A Rede Record contratou o Instituto Real Big Data para realizar pesquisas nos Estados para serem divulgados pelas retransmissoras locais. Assim já aconteceu em Goiás, por exemplo. De acordo com informações obtidas pelo Blog, depois que o Sistema Correio teve acesso aos números da pesquisa, que segundo a mesma fonte, deu desfavorável ao pré-candidato Lucélio Cartaxo (PV) e favorável ao pré-candidato do PSB, João Azevêdo, deu-se inicio uma verdadeira batalha para não divulgação da pesquisa.

Primeiro o PTC, partido da base do prefeito Luciano Cartaxo (PV), acionou a Justiça Eleitoral para impugnar a divulgação do levantamento, que foi negado. Após isso, começou outra batalha, convencer o Sistema Correio a não divulgar a pesquisa. Como o estudo foi contratado pela Record Nacional, essa não foi uma tarefa fácil. Representantes do Institudo ainda estavam em João Pessoa e tiveram que ouvir questionamentos sobre os números de representantes da Prefeitura de João Pessoa e do próprio empresário Roberto Cavalcanti.

O jeito foi partir para a ameaça e foi isso que enviados do prefeito Luciano Cartaxo fizeram. De acordo com algumas fontes ouvidas pelo Blog na agitada noite desta segunda-feira, 23, o papo foi reto: se sair a pesquisa, a Prefeitura suspende todas as veiculações publicitárias com o Sistema. Diante disso, o Sistema Correio assumiu o risco da crise com a Direção Nacional da Record, mas não publicou a pesquisa.

 A pesquisa foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba sob o número 02998/2018.

Redação pbagora

Etiquetas

O Pipoco

Jornalismo sério com credibilidade. A Verdade nunca anda sozinha. Apresentaremos fatos num jornalismo investigativo e independente. Com o único compromisso de mostrar para Você, Cidadão, o que acontece nos bastidores da Política; da Administração e Outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar