Política

Ruy alerta que derrota em 2014 pode estar relacionada a desvios da Calvário

ruy-carneiro1-800x450-1-700x394 Ruy alerta que derrota em 2014 pode estar relacionada a desvios da Calvário

Em entrevista à emissora de rádio, em João Pessoa, o deputado federal pelo PSDB, Ruy Carneiro, argumentou que a derrota política sofrida pelo seu grupo em 2014 poderia já estar ligada aos fatos revelados agora pela Operação Calvário.

Naquele ano, Cássio Cunha Lima (PSDB) disputava o Governo da Paraíba, contra Ricardo Coutinho (PSB), e Ruy Carneiro estava como candidato a vice-governador. Os tucanos lideraram no 1º turno, porém, RC foi eleito no 2º. Naquela ocasião, Cássio, derrotado, voltou ao Senado para mais quatro anos de mandato e Ruy ficou sem mandato eletivo.

Porém, na análise do agora deputado federal Ruy Carneiro, após informações reveladas pela Operação Calvário, a vitória de Ricardo no 2º turno poderia, segundo Ruy, ter relações com os atos apresentados agora pelo Ministério Público.

– O escândalo já explica grande parte. E é importante dizer que nesse escândalo financeiro não está citado ainda o escândalo oficial que está no TSE, que é o Empreender, PBPrev, benefícios que foram dados de forma legal, entre aspas, para cooptação do voto. Juntando isso ao dinheiro da Calvário, está explicado não só não termos ganhado no primeiro turno, como ele ter ganhado no segundo turno, – alertou Ruy.

No entanto, para o deputado, as eleições de 2014 não são mais o assunto a ser tratado. Ruy acredita que o tempo se encarregou de mostrar a verdade dos fatos. “Isso aí tudo eu entrego a Deus. O tempo já passou e não volta mais atrás. E como eu dizia há algum tempo atrás, a história nos fará justiça, e está fazendo”, observou Ruy.

PB Agora

O Pipoco

Jornalismo sério com credibilidade. A Verdade nunca anda sozinha. Apresentaremos fatos num jornalismo investigativo e independente. Com o único compromisso de mostrar para Você, Cidadão, o que acontece nos bastidores da Política; da Administração e Outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo