Esportes

Sem gols na fase de grupos da Libertadores, Vasco enfrenta o Racing pressionado por vitória

xrios-vasco.jpg.pagespeed.ic_.Zf8c3vn9Qa-300x169 Sem gols na fase de grupos da Libertadores, Vasco enfrenta o Racing pressionado por vitória

Não é possível que o Vasco esgotou toda sua cota de gols na fase preliminar da Libertadores. Depois de marcar dez vezes em quatro partidas, o time de Zé Ricardo perdeu o caminho das redes na competição – somente ele e a Alianza Lima, do Peru, estão zerados de gols na fase de grupos. Nesta quinta-feira, às 21h30, contra o Racing, precisa reencontrá-lo de qualquer jeito se deseja se classificar para as oitavas de final.

Só uma vitória sobre os argentinos manterá o Vasco vivo na Libertadores. Com um ponto em três partidas, se empatar, ficará em situação desesperadora, especialmente se a Universidad de Chile vencer o Cruzeiro. Se perder, o time carioca ficará matematicamente sem chances de classificação se os chilenos vencerem.

Sendo assim, não resta muita coisa à equipe que não seja buscar o ataque. A escalação cautelosa de Zé Ricardo na Argentina, com três volantes, deverá dar lugar à formação mais tradicional do time na temporada, o que inclui liberdade para Yago Pikachu aparecer no ataque. O lateral e meia é o artilheiro do Vasco em 2018, com oito gols. Seria muito bom para o time de São Januário que o nono saísse essa noite.

– Realmente é um momento maravilhoso para mim, espero que dure muito tempo – destacou Pikachu na coletiva: – Sempre disse que sou lateral, mas o futebol pede que o jogador atue em duas ou três posições. Vou fazer o que o Zé pedir para ajudar.

Pela necessidade de vitória, existe a possibilidade de Thiago Galhardo ser titular hoje, o que faria Pikachu voltar à posição de origem. Para ele, não basta o Vasco ser ofensivo em São Januário. Segundo ele, é importante o time não se deixar levar pela pressão que existe pelo resultado, o que inclui administrar a própria cobrança dos torcedores vascaínos.

– Não podemos nos desestabilizar. Levamos o primeiro, segundo, o pênalti… isso afetou nosso psicológico na Argentina – lembrou Pikachu, a respeito da goleada de 4 a 0: – Só a vitória nos interessa, mas não podemos pensar apenas em atacar. O adversário é qualificado.

Ríos ganha disputa com Riascos

Autor de belo gol no empate com a Chapecoense, Ríos precisa repetir a categoria contra o Racing, nesta quinta-feira, se quiser manter o Vasco vivo na Libertadores. Conseguindo, ajudará o time e a si mesmo, já em vantagem na disputa pela titularidade no ataque.

O argentino conseguiu recuperar a vaga que havia perdido para Riascos, enviando o colombiano para o banco de reservas. Com o contrato perto do fim — acaba em junho, Ríos conseguiu convencer Zé Ricardo de que sua melhor técnica e participação coletiva valem mais à pena do que a maior força física e presença de área do concorrente colombiano.

Com seis gols na temporada, Ríos abriu três de vantagem para Riascos. Vale destacar, com 21 partidas, contra 19 de Riascos.

EXTRA

Etiquetas

O Pipoco

Jornalismo sério com credibilidade. A Verdade nunca anda sozinha. Apresentaremos fatos num jornalismo investigativo e independente. Com o único compromisso de mostrar para Você, Cidadão, o que acontece nos bastidores da Política; da Administração e Outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar