DestaquesPolíticaSem categoria

Sessão tumultuada na Câmara de vereadores de São Sebastião do Umbuzeiro

2d17b8e5-7c3e-41cf-9c4c-6ef80754b171-300x200 Sessão tumultuada na Câmara de vereadores de São Sebastião do UmbuzeiroNa noite desta quinta-feira (28) várias denúncias sobre a administração Municipal do Prefeito Chico Neves e a presidência da Câmara foram realizadas durante a sessão

A vereadora Tânia fez apelo à secretaria de saúde para que se tenha mais cuidado no tratamento com os doentes uma vez que,  segundo a parlamentar um paciente internado em Monteiro se tiver alta após meia noite é obrigado a esperar até 7 da manhã  que a ambulância venha buscar, pois não consegue ligar para o responsável pelos transportes. Também em casos mais graves de transferência para João Pessoa, Campina Grande ou Recife o responsável pelos transportes manda falar com o secretário que manda falar com o prefeito Chico Neves, que nunca é localizado e nem atende celular, disse a vereadora.

O vereador Toinho de Dete solicitou que a Casa Legislativa tenha transparência e  informe a autoria dos requerimentos de cada vereador,  segundo Toinho de Dete, o posto de saúde do Santo Antônio é requerimento de sua autoria e a população não é informada.

Um ponto polêmico citado pelo público presente foi que desde o início do ano legislativo populares vem tentando se pronunciar durante as sessões sem que sejam definidos critérios regimentares para isso.

Na sessão passada o presidente Chico Mariano inscreveu o ex-vereador e suplente Manoel Farias (Caca ).

Em seu pronunciamento na noite de hoje o ex-vereador lembrou a todos  as pessoas presentes e aos vereadores a  necessidade de se olhar pelo município, de cobrar da atual gestão questões básicas que estão relegadas ao esquecimento ou mesmo ao abandono  como calçamento que não foi feito nessa gestão, consertos de calçamento que se estendem por meses sem conclusão,  o matadouro tão cobrado e pronto, porém sem uso, as máquinas enviadas pelo Governo Federal quebradas, as estradas em péssimas condições. O ex-vereador levantou ainda questão preocupante no que se refere a uma única empresa vencer sempre licitações de obras e serviços no município de São Sebastião do Umbuzeiro. Segundo Caca a empresa responsável pela limpeza urbana recebe 50 mil reais por mês para varrição de ruas, recolhimento de lixo e poda de árvores. O valor recebido não se transfere em reconhecimento aos trabalhadores que desempenham muito bem seus trabalhos e muitos deles recebem apenas R$ 210,00 mensais. O que é ilegal imoral e uma falta de reconhecimento com o trabalho dos servidores.

Fato estranho foi que durante a sessão o vereador Ivanilson manifestou intenção de falar e foi impedido pelo presidente da casa   Chico de Mariano sob alegação de já ter sido oferecida a palavra.

O vereador que só achou conveniente se pronunciar após serem levantados os questionamentos sentiu-se impedido de exercer o seu exercício parlamentar e fato esse que causou um mal estar na tribuna e fora dela entre o público presente que não entendeu a razão do Sr. Presidente encerrar a sessão daquela forma.

OPIPOCO

O Pipoco

Jornalismo sério com credibilidade. A Verdade nunca anda sozinha. Apresentaremos fatos num jornalismo investigativo e independente. Com o único compromisso de mostrar para Você, Cidadão, o que acontece nos bastidores da Política; da Administração e Outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar