BrasilDestaquesSem categoria

Unick Forex deve R$ 12 bilhões a clientes, afirma Polícia Federal

Unick Forex é acusada de criar um esquema de piramide financeira utilizando Bitcoins

unick-forex-polícia-federal-opração Unick Forex deve R$ 12 bilhões a clientes, afirma Polícia Federal

O relatório parcial sobre o caso de pirâmide na Unick Forex, concluído pela Polícia Federal (PF) na quinta-feira (14), reafirma uma dívida bilionária da empresa com seus clientes — cerca de R$ 12 bilhões. A informação, segundo o Gaúcha ZH, consta nos autos do inquérito da Operação Lamanai.

O novo parecer, que resultou no indiciamento de 13 pessoas que estariam envolvidas na pirâmide, mostra também que a movimentação financeira contabilizada da empresa nos últimos anos chega a R$ 28 bilhões.

Entre os indicados, escreveu o ZH, estão os sócios da empresa e pessoas suspeitas de operar o esquema criminoso. São eles:

Leidimar Bernardo Lopes; Danter Navar da Silva; Fernando Marques Lusvarghi; Paulo Sérgio Kroeff; Israel Nogueira e Souza; Sebastião Lucas da Silva Gil; Euler da Silva Machado; Fernando Baum Salomon; Caren Cristiane Greef de Oliveira; Ronaldo Luis Sembranelli; Marcos da Silva Kronhardt; Fabiano Alves da Silva; Ana Carolina de Oliveira Lopes.

Eles vão responder por organização criminosa e crimes contra o Sistema Financeiro Nacional. A polícia, no entanto, esclareceu que cada um dos investigados foi indiciado de acordo com a sua participação no esquema.

As autoridades ainda analisam o material da Unick Forex apreendido na Operação Lamanai atrás de outros possíveis crimes e demais pessoas que cooperaram no esquema fraudulento originado no município gaúcho de São Leopoldo.

Esquema Unick Forex

A Unick Forex estava proibida pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) de atuar no mercado financeiro.Com a promessa de lucro de 100% sobre o valor investido em até seis meses, a empresa teria captado ilegalmente cerca de um milhão de pessoas até se tornar alvo da Polícia Federal no dia 17 de outubro.

Na operação, a PF prendeu nove pessoas incluindo o presidente da empresa, Leidimar Lopes e o diretor de marketing Danter Silva. R$ 200 milhões que estavam em contas bancárias que eram controladas pelo grupo também foram apreendidos. Contudo, a Unick chegou a captar R$ 40 milhões por dia.

Caso parecido aconteceu na Paraíba.

Outro caso que também lesou varias pessoas no Brasil inteiro e na Paraíba foi o da D9 Clube também notciado aqui no Pipoco

Pirâmide financeira gera prejuízo de até R$ 5 milhões a 300 vítimas na Paraíba

Deu águia: A casa caiu pra D9 Clube, preso suspeito de chefiar a pirâmide financeira na Paraíba.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar