DestaquesDiversas

Vereadora quer reabertura de igrejas em JP: “Vamos a supermercados, bancos… e temos que ter saúde mental também”

IGREJAS-700x394 Vereadora quer reabertura de igrejas em JP: "Vamos a supermercados, bancos... e temos que ter saúde mental também"

Um projeto de lei que propõe a reabertura dos igrejas e templos religiosos durante a calamidade pública da pandemia do novo coronavírus, na Capital foi protocolado pela vereadora Eliza Virgínia (Progressistas) nesta sexta-feira (17), na Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP). Eliza propõe a abertura, mas com alguns critérios de restrições.

Em seu perfil no instagram, a vereadora divulgou um vídeo em que explica a iniciativa, justificando que lideranças de igrejas evangélicas já tinham procurado seu cabinete para pedir ajuda no atual cenário de quarentena que levou decretos estaduais e municipais a proibirem aglomerações, o que resultou no fechamento de diversos estabelecimentos, inclusive as igrejas.

Segundo ela, a proposta tem como objetivo atender o público religioso que deseja participar dos cultos e está impedido por decretos que foram prorrogados até o dia 3 de maio.

Para permitir o funcionamento dos templos religiosos, o projeto possui os seguintes critérios: distanciamento de no mínimo dois metros entre os fiéis, o uso obrigatório de máscaras, a proibição de pessoas do grupo de riscos dentro das igrejas, o uso de termômetro digital para medir a temperatura das pessoas e o uso de água e sabão e álcool em gel pelos fiéis.

“Logicamente, que as igrejas deverão ampliar suas reuniões para não manter todo mundo num momento só e evitar constrangimentos na porta da igreja e mandar todo mundo para fora. Tem que respeitar. Eu tenho certeza que a comunidade evangélica, a comunidade católica vai respeitar porque não vai querer seu templo fechado”, disse.

Ela ainda argumenta que não se pode deixar de lado a própria saúde mental, já que diversas tarefas permanecem sendo realizadas como as idas aos supermercados e outros locais. “Nós estamos vendo que temos que ir comprar mercadoria dentro do supermercado, temos que ir no banco, tomamos todos os cuidados possíveis, não podemos parar de uma vez por todas. Essa história da Covid está perdurando muito, já durou um mês. O decreto [de confinamento social] já aumentou por mais quinze dias. E nós estamos vendo uma forma que a gente possa ter saúde mental também”, justificou.

CLICK PB

Etiquetas

O Pipoco

Jornalismo sério com credibilidade. A Verdade nunca anda sozinha. Apresentaremos fatos num jornalismo investigativo e independente. Com o único compromisso de mostrar para Você, Cidadão, o que acontece nos bastidores da Política; da Administração e Outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar