Cidades

Alunos do CDSA apresentam programa e abordam o Turismo Sustentável para o Desenvolvimento

ufcg_sume2-300x115 Alunos do CDSA apresentam programa e abordam o Turismo Sustentável para o Desenvolvimento

A Organização das Nações Unidas (ONU) ouvindo a Organização Mundial do Turismo (OMT) declarou 2017 como o Ano Internacional do Turismo Sustentável para o Desenvolvimento, objetivando destacar o potencial do turismo para o desenvolvimento econômico sustentável, a geração de empregos, redução da pobreza, proteção ambiental, defesa do patrimônio cultural, entre outras estratégias.

Essa proposta vem sendo trabalhada nas edições do Programa “Matutando Agroecologia”, veiculado nas rádios Cidade (FM 95,7) de Sumé e Solidariedade (FM 87,9) de Serra Branca, com apresentação dos alunos bolsistas do Programa de Ações Sustentáveis para o Cariri – PASCAR do Centro de Desenvolvimento Sustentável do Semiárido da UFCG.

No quadro “Trilhas do Cariri” do programa radiofônico, os locutores, bolsistas do Programa de Ações Sustentáveis para o Cariri – PASCAR, que “além de apresentar informações sobre a temática, procuram dar visibilidade às belezas cênicas e aos espaços de rara beleza que compõem o cenário caririzeiro”, disse a professora Adriana Vital, coordenadora do PASCAR.

Essa é também a proposta da disciplina “Meio Ambiente e Turismo Agroecológico”, idealizada e ministrada pela professora Adriana Meira, que busca apresentar aos acadêmicos do curso de Tecnologia em Agroecologia conceitos e definições de tipologias de turismo, a variedade paisagística e a heterogeneidade ecossistêmica do Território do Cariri, trabalhando o consumo responsável dos serviços turísticos como estratégia para minimizar impactos negativos ambientais.

A disciplina também procura evidenciar as condições para a análise e tomada de posição frente à implementação de empreendimentos turísticos no espaço rural, trabalhando em parceria com entidades e profissionais da região.

“Quando bem concebido e conduzido, o turismo sustentável proporciona emprego e renda em harmonia com a natureza, a cultura e a economia dos destinos, além de valorizar a cultura e a tradição local/regional e contribuir para o fortalecimento do sentimento de pertencimento e da justiça distributiva”, explicou.

A proposta da ONU pretende estimular a adoção de políticas públicas para o setor e promover o avanço da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, que tem o fortalecimento do turismo entre suas metas.

Na adoção dos 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), definidos pela ONU, o turismo foi inserido em três deles: 8º) Promover crescimento econômico sustentável e inclusivo, emprego pleno e produtivo e trabalho decente para todos; 12º) Consumo e produção sustentável; e 14º) Conservação e uso sustentável dos oceanos, mares e fontes marinhas para o desenvolvimento sustentável.

Com a determinação da ONU serão trabalhadas a sensibilização de viajantes e destinos sobre a contribuição do turismo sustentável para o desenvolvimento econômico e social, pois, segundo a Organização, um em cada 11 empregos no mundo são gerados pelo turismo. Além disso, o setor responde por 7% das exportações mundiais e 10% do Produto Interno Bruto (PIB) global.

Com Ascom

O Pipoco

Jornalismo sério com credibilidade. A Verdade nunca anda sozinha. Apresentaremos fatos num jornalismo investigativo e independente. Com o único compromisso de mostrar para Você, Cidadão, o que acontece nos bastidores da Política; da Administração e Outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar