Você não tem permissão para copiar esta notícia entre em contato com os administradores do Google.
Início / Mundo / Brasil e Suíça querem ampliar parcerias

Brasil e Suíça querem ampliar parcerias

O ministro das Relações Exteriores do Brasil, Ernesto Araújo, e o ministro do Exterior da Confederação Suíça, Ignazio Cassis, realizaram nesta sexta-feira (25), no Palácio do Itamaraty, em Brasília uma reunião para intensificar ações conjuntas visando dinamizar o comércio bilateral, incentivar os investimentos mútuos, impulsionar a transferência de tecnologia para o Brasil e estabelecer a colaboração dos dois países no combate à corrupção.

No final da reunião, os dois ministros fizeram uma declaração à imprensa ressaltando os principais pontos da colaboração entre os dois países. O ministro Ernesto Araújo observou que o encontro deu continuidade aos diálogos iniciados no Fórum Econômico Mundial de Davos (Suíça). Ele citou especificamente a cooperação na área econômica. Brasil e Suíça vão discutir, no segundo semestre, mecanismos para incentivar os investimentos suíços no Brasil. “Essa é uma relação extremamente rica e produtiva”, disse Ernesto Araújo.

Segundo o chanceler brasileiro, no plano econômico, as parcerias garantem ao Brasil maior aperfeiçoamento regulatório para atrair investimentos. “O Brasil tem muito a trabalhar com a Suíça, país extremamente competitivo”. Ele acrescentou que, além do crescimento dos investimentos bilaterais, o Brasil poderá avançar em termos de “desregulamentação e crescimento econômico”.

O ministro Ernesto Araújo também ressaltou a cooperação judicial entre os dois países. Segundo ele, a parceria poderá proporcionar a “recuperação de ativos no combate à corrupção”.

O ministro do Exterior da Suíça, Ignazio Cassis, lembrou que encontrou-se com o presidente Bolsonaro no Fórum de Davos, ocasião em que as autoridades dos dois países iniciaram uma negociação para fortalecer a parceria. “Há 10 anos o Brasil e a Suíça vêm desenvolvendo uma parceria estratégica no âmbito econômico e político. Para nós é essencial conhecer as orientações do governo do presidente Jair Bolsonaro e entender os rumos que o país tomará. Foi baseado nas palavras do presidente Bolsonaro em Davos que aceitei o convite de vir ao Brasil”.

Ignazio Cassis, que também exerce a função de conselheiro federal da Suíça, lembrou que a relação com o Brasil é bicentenária. “Acho importante estar aqui no Brasil para comemorar esses 200 anos de relação. O Brasil conta com um novo governo que deseja mudar as coisas e por isso desejamos sucesso nessa empreitada”, finalizou.

Em 2018, a corrente de comércio Brasil-Suíça atingiu cerca de US$ 3 bilhões. Os investimentos têm especial importância nas relações econômico-comerciais. Mais de 600 empresas suíças mantêm operações no Brasil.

Agência Brasil

Sobre O Pipoco

Jornalismo sério com credibilidade. A Verdade nunca anda sozinha. Apresentaremos fatos num jornalismo investigativo e independente. Com o único compromisso de mostrar para Você, Cidadão, o que acontece nos bastidores da Política; da Administração e Outros.

Aproveite e Veja Também...

Trump não deve participar de cúpula da ONU sobre o clima

O presidente dos Estados Unidos (EUA),  Donald Trump, não deve participar da Cúpula para Ação …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *