Mundo

Após série de apagões, Maduro demite ministro da Energia

venezuela-520x347 Após série de apagões, Maduro demite ministro da EnergiaO ditador da Venezuela, Nicolás Maduro, afirmou nesta segunda-feira (1º) ter demitido o ministro da Energia, Luis Motta, após uma série de apagões no mês de março no país.

Motta será substituído pelo engenheiro elétrico Igor Gaviria, que também dirigirá a estatal Corporación Eléctrica Nacional (Corpoelec).

“Decidi designar um trabalhador da indústria elétrica com 25 anos de experiência, engenheiro elétrico, que já teve diversas responsabilidade”, afirmou Maduro em transmissão pela TV. Motta estava no cargo desde 2015.

Maduro assinou ainda um decreto que cria o “estado-maior elétrico”, liderado pela vice Delcy Rodríguez e pelo ministro do Interior e da Justiça, Néstor Reverol, que deverão buscar soluções para a crise e reforçar a segurança nas instalações do setor.

​No domingo, dia em que novos protestos contra os apagões foram realizados em Caracas, Maduro anunciou um plano de racionamentode energia na Venezuela que durará ao menos um mês. As manifestações foram reprimidas por milícias ligadas a Maduro, os chamados coletivos.

O governo Maduro sustenta que os apagões são causados por “ataques terroristas” realizados a mando de países estrangeiros.

“Aprovei um plano de 30 dias de um regime de administração de carga, de equilíbrio no processo de geração, de transmissão e de consumo [de energia] em todo o país, colocando ênfase em garantir o serviço de água”, disse Maduro.

Etiquetas

O Pipoco

Jornalismo sério com credibilidade. A Verdade nunca anda sozinha. Apresentaremos fatos num jornalismo investigativo e independente. Com o único compromisso de mostrar para Você, Cidadão, o que acontece nos bastidores da Política; da Administração e Outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar