Paraíba

Médica paraibana estudiosa da zika e microcefalia recebe prêmio de revista nacional

16730636280003622710000-300x225 Médica paraibana estudiosa da zika e microcefalia recebe prêmio de revista nacional

A médica Adriana Melo, do Instituto de Saúde Elpídio de Almeida – Isea, de Campina Grande, mais uma vez recebe reconhecimento pelo trabalho desenvolvido com os bebês que sofrem distúrbios decorrentes do Zika vírus. A profissional de saúde é uma das dez pessoas homenageadas do Prêmio Trip Transformadores 2016, da revista Trip, que tem circulação nacional.

O prêmio é concedido a pessoas que se destacam no Brasil na atuação para promover desenvolvimento humano com sustentabilidade, inteligência e inovação. A premiação completa dez anos em 2016 e, assim como Adriana, já foram homenageadas personalidades como Caco Barcellos e Flávio Canto.

Adriana Melo tem 45 anos de idade, tem doutorado na área de medicina fetal, atua no Isea de Campina Grande e foi uma das primeiras a observar o crescimento da microcefalia entre os recém-nascidos. Ela desenvolveu pesquisas em bebês e gestantes atendidos na maternidade e é a responsável por estabelecer a associação entre os casos da anomalia e outros distúrbios com o vírus da zika.

O Pipoco

Jornalismo sério com credibilidade. A Verdade nunca anda sozinha. Apresentaremos fatos num jornalismo investigativo e independente. Com o único compromisso de mostrar para Você, Cidadão, o que acontece nos bastidores da Política; da Administração e Outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo