CidadesDestaques

Protesto em Sumé proíbe a passagem de ônibus e prejudica população da região; caririzeiros pedem providência à PRF

protesto-em-sumé-foto-cariri-em-açao-600x450-300x225 Protesto em Sumé proíbe a passagem de ônibus e prejudica população da região; caririzeiros pedem providência à PRF

Na contramão dos protestos realizados por caminhoneiros em todo o Brasil, manifestantes da cidade de Sumé fecharam a BR 412, entretanto, criaram regras próprias que estão prejudicando a população do Cariri e, portanto, está sendo reprovada pelos caririzeiros.

Segundo informações confirmadas pela própria Polícia Militar e pelas empresas de ônibus, os manifestantes estão abusando do direito de protestar e estão impedindo a passagem de ônibus, o que tem prejudicado a todos.

A medida vai de encontro a decisão da coordenação nacional do movimento grevista, que prevê a permissão de carros de passeio, ambulâncias, ônibus, caminhões com cargas vivas, medicamentos e oxigênio.

De acordo com informações apuradas pelo portal De Olho no Cariri, o protesto em Sumé não é organizado genuinamente por caminhoneiros e talvez por isso esteja realizando esse abuso.

A população pede a compreensão dos manifestantes e organizadores e cobra da Polícia Rodoviária Federal uma providência frente ao fato.

Procurada pela nossa reportagem, a Polícia Militar, através do sargento Rosemário, disse que a PM está pronta para agir dentro de suas atribuições, isto é, se houver alguma denúncia de populares de que esteja se sentindo prejudicado durante a manifestação. O sargento destacou que a liberação dos ônibus deve ser articulada pela PRF, uma vez que eles estão fora da cidade e a estrada é federal.

A organização do protesto não foi encontrada para comentar as denúncias.

De Olho no Cariri

FOTO: CARIRI EM AÇAO

Etiquetas

O Pipoco

Jornalismo sério com credibilidade. A Verdade nunca anda sozinha. Apresentaremos fatos num jornalismo investigativo e independente. Com o único compromisso de mostrar para Você, Cidadão, o que acontece nos bastidores da Política; da Administração e Outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar