Política

ELEIÇÕES 2018: Ricardo não descarta alianças partidárias com Cartaxo e Maranhão e afirma que ‘tudo pode acontecer’ até lá

ricardo-coutinho-master-e1476753280530-300x177 ELEIÇÕES 2018: Ricardo não descarta alianças partidárias com Cartaxo e Maranhão e afirma que ‘tudo pode acontecer’ até lá

O governador Ricardo Coutinho (PSB) concedeu entrevista a TV Master, na noite desta segunda-feira, 20, e falou sobre política, inclusive sobre possível retaliação por participar de evento com o ex-presidente Lula, em Monteiro, e defender o nome do petista como principal responsável pela realização da obra de transposição do Rio São Francisco.

Questionado se deixará o governo do estado para disputar uma cadeira no Senado, o socialista afirmou que, mesmo se deixar o governo, seguirá comandando os rumos que o grupo político vai seguir.

Ainda sobre 2018, ele foi questionado sobre a possibilidade de escolher entre o secretário João Azevedo, que é um técnico, e o deputado Gervásio Maia, que é político e atual presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, e destacou que os dois aliados podem ser úteis para a chapa majoritária do PSB, em 2018.

Para Ricardo Coutinho, o senador peemedebista Raimundo Lira quer disputar a reeleição ao Senado, em vez de arriscar a disputa para o governo.

Indagado sobre possíveis alianças para 2018, Coutinho disse que “tudo pode acontecer” e não descartou aliança com PSDB, PMDB ou PSD, para o próximo ano.

Ricardo falou sobre as obras realizadas no estado e pontuou que a chegada das águas do Rio São Francisco contam com boa estrutura de adutoras construídas pelo governo paraibano para distribuir a água e fazer com que ela chegue aos paraibanos, que já sofreram tanto com escassez.

Ele destacou ainda que José maranhão e Wilson Braga são os únicos ex-governadores vivos que podem ser considerados importantes para a história da Paraíba, em suas respectivas gestões.

Em sua primeira entrevista para emissora de televisão neste ano, o governador falou sobre o Parque Parahyba e a inauguração da primeira etapa, que já está disponível para os moradores da cidade, principalmente quem mora na orla da capital. Ele anunciou ainda que já autorizou a licitação da segunda etapa do Parque e garantiu que a obra será feita rapidamente.

Ao final da entrevista, o socialista falou sobre o rebaixamento da nota da Paraíba, que ficou impedida de contrair empréstimos e, consequentemente, impedido de fazer mais obras. O governador não descarta a possibilidade de “sabotagem” e garantiu que, se houve, será divulgado para que a população saiba quem são os parlamentares que estão a favor e quem está contra a Paraíba.

Créditos: Polêmica Paraíba

O Pipoco

Jornalismo sério com credibilidade. A Verdade nunca anda sozinha. Apresentaremos fatos num jornalismo investigativo e independente. Com o único compromisso de mostrar para Você, Cidadão, o que acontece nos bastidores da Política; da Administração e Outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar