Mundo

PIB americano cresce à taxa anualizada de 4,1% no 2º trimestre

pib-americano-300x212 PIB americano cresce à taxa anualizada de 4,1% no 2º trimestre

O número veio abaixo do previsto por analistas ouvidos pelo Wall Street Journal, que indicavam crescimento de 4,4%. O resultado ficou dentro do intervalo das estimativas dos analistas ouvidos pelo Broadcast, que previam avanço entre 3,2% e 5,2%, e levemente abaixo da mediana que apontava para crescimento de 4,2% à taxa anualizada entre abril e junho. No primeiro trimestre, a economia dos EUA cresceu 2,2% (dado revisado do avanço de 2,0%).

As exportações líquidas adicionaram 1,06 ponto porcentual à taxa de crescimento do PIB de 4,1% no trimestre, com as exportações subindo fortemente.

No início deste mês, o Departamento de Comércio informou que as exportações de soja dos EUA subiram no segundo trimestre, proporcionando um crescimento extraordinário ao crescimento econômico, mesmo quando a China transferiu grande parte de suas fontes para o Brasil em resposta ao agravamento das relações comerciais com os EUA. O avanço das exportações refletem os esforços por compradores para obter soja antes do início das de 25% da China em retaliação sobre a soja dos EUA, que começou em 6 de julho.

Avanço da inflação

O índice de preços de gastos com consumo (PCE, na sigla em inglês) avançou a uma taxa anualizada de 1,8% no segundo trimestre. No primeiro trimestre de 2018, o PCE havia subido à taxa anualizada de 2,5%. O núcleo do PCE, que exclui itens voláteis como alimentos e energia, teve alta de 2% no segundo trimestre.

No primeiro trimestre, o núcleo avançou 2,3%. O PCE é a medida preferida de inflação do Federal Reserve (Fed, o banco central americano) e é um elemento importante para as tomadas de decisão sobre a política monetária no país.

Além disso, os gastos de consumidores, que correspondem a mais de dois terços da produção econômica dos EUA, subiram à taxa anualizada de 4% no segundo trimestre de 2018, o maior avanço desde quarto trimestre de 2014.

Trump comemora

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, comemorou em declarações na Casa Branca nesta sexta-feira os números mais recentes da economia. “A economia americana caminha para um crescimento anual de mais de 3% e pode ser bem superior a isso”, afirmou Trump.

O presidente americano disse ainda que, com acordos comerciais, o avanço do PIB deve ser ainda mais forte. Trump afirmou que os números do PIB são “muito sustentáveis” e defendeu também sua estratégia de pressionar outros países para reduzir o déficit comercial americano. “Estamos finalmente acabando com abusos de décadas no comércio externo.”

O presidente disse que a economia americana cresce a um ritmo “dez vezes maior” atualmente que nos governos de George W. Bush e Barack Obama. Citou a geração de empregos e de riqueza, bem como os cortes de regulações que dão mais margem de manobra ao governo. “Temos alcançado uma reação econômica de proporções históricas”, disse.

Trump também afirmou que o setor de aço americano está “de volta à ativa”, após ele impor tarifas à importação de aço e alumínio por questões de segurança nacional, algo contestado por outras nações. Ele lembrou que essa área gera muitos empregos e disse que a reforma tributária realizada por seu governo tem igual efeito.

De acordo com o presidente, seu governo prepara um novo sistema de seguro-saúde, com custos mais baixos para os americanos e mais oportunidades para que possam escolher seus planos. / Niviane Magalhães, Gabriel Bueno da Costa, com Dow Jones Newswires

Etiquetas

O Pipoco

Jornalismo sério com credibilidade. A Verdade nunca anda sozinha. Apresentaremos fatos num jornalismo investigativo e independente. Com o único compromisso de mostrar para Você, Cidadão, o que acontece nos bastidores da Política; da Administração e Outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar