Cidades

Comportas do açude de Camalaú são abertas para repor volume do reservatório de Boqueirão, na PB

acude-de-camalau-700x383 Comportas do açude de Camalaú são abertas para repor volume do reservatório de Boqueirão, na PB

As comportas do reservatório de Camalaú foram abertas na segunda-feira (30) com destino ao açude Epitácio Pessoa, ambos localizados no Cariri da Paraíba. A finalidade da ação é repor o volume hídrico do manancial de Boqueirão, conforme informou o diretor do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs) de Boqueirão, Evandro Pereira.

Com vazão de 4 mil litros de água por segundo, as comportas ficam abertas por 60 dias, mas esse prazo pode ser estendido. A previsão é de um repasse de pelo menos 20 milhões de metros cúbicos para Boqueirão nesse período.

Atualmente, o açude de Camalaú está carregado com 43.312.703 de metros cúbicos de água, cerca de 90% de sua capacidade total, de acordo com dados atualizados pela Agência Estadual de Gestão das Águas (Aesa).

Já o Epitácio Pessoa tem 175.677.527 metros cúbicos de sua capacidade, aproximadamente 37,66% de sua capacidade, também conforme a Aesa.

O açude Epitácio Pessoa iniciou o ano com pouco mais 50% de sua capacidade. Em junho do ano passado, quando estava com 70,9% do total da sua capacidade, teve as comportas abertas para ajudar a perenizar o Rio Paraíba e levar água para outros reservatórios, como o açude Acauã.

A comportas de Boqueirão também vão permanecer abertas, com uma previsão de repasse de 10 milhões de metros cúbicos de água para o manancial de Acauã.

Açude de Boqueirão, na PB — Foto: Artur Lira/TV Paraíba

Sangrias e crise hídrica em Boqueirão

O açude de Boqueirão, há cerca de quatro anos, em abril de 2017, havia chegado a 3% do volume total, um dos índices mais baixos da história.

O manancial sangrou pela última vez em 2011 e já registrou, pelo menos, 18 sangrias. Elas foram notificadas nos anos de 1967, 1968, 1973, 1974, 1975, 1976, 1978, 198, 1984, 1985, 1986, 1989, 1999, 2004, 2005, 2006, 2008, 2009 e 2011.

Torre construída para calcular volume estava totalmente descoberta pela água do açude de Boqueirão, em 2017 — Foto: Artur Lira /G1

Paraíba tem mais de 20 açudes em situação crítica nesta terça-feira (21)

A Paraíba tem 23 açudes em situação crítica nesta terça-feira (31), segundo informações extraídas do site da Aesa. O que significa que esses mananciais estão carregados com menos de 5% de sua capacidade total.

Outros 23 reservatórios estão em observação, com menos de 20% de sua capacidade. E mais 87 estão em situação de normalidade com mais de 20% da capacidade.

Apenas o açude de São José II, localizado em Monteiro, está sangrando. Com capacidade para 1.311.540 metros cúbicos de água, ele possui 1.314.616 metros cúbicos no momento.

Situação dos açudes da Paraíba em 31 de agosto de 2021

G1 acompanha monitoramento.

Açudes em sangria: 1Açudes em situação crítica: 23Açudes em normalidade: 87Açudes em observação: 23

 Aesa/PB

Etiquetas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
Fechar